sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

A veterana Sharon O'Neill é um dos nomes mais conhecidos no cenário musical da Nova Zelândia. Tendo lançado seu primeiro álbum em 1979, ela conquistou uma legião de fãs logo no início dos anos 80, quando teve uma série de canções usadas em trilhas de filmes e seriados televisivos, mas uma disputa legal entre O'Neill e a Sony Records atrasou sua carreira, impondo um hiato de quatro anos até que, em 1987, ela voltou à ativa. 

Três anos mais tarde, mais madura e com novos planos musicais, O'Neill lançou "Edge Of Winter", um álbum mais voltado ao AOR/AC Rock quando comparado com seus trabalhos anteriores e que, sejamos francos, passou despercebido pelo grande público, mas mostrava um caminho promissor.

Passe direto pelo prelúdio que abre o álbum e deixe "Satin Sheets" (assista ao vídeo aqui) abrir o álbum, com guitarras bem postadas e um arranjo que lembra - e muito - os bons sons da grande Jaime Kyle, inclusive no refrão. Um belíssimo rocker que surge como um dos destaques do álbum, assim como a ótima "Edge Of Winter" e "Losing You" (o grande destaque do álbum, com um refrão matador), onde as guitarras surgem na linha de frente, mas sempre acompanhadas por linhas marcantes de baixo e teclados ocasionais que só fazem enriquecer os arranjos.

Já o rocker "I Know Love" tem andamento mais frenético, impulsionado pelo baixo intermitente e a bateria bate-estaca, mas com guitarras acompanhando de perto, enquanto "In Our Dreams" se apresenta como um mid-pacer cuidadosamente construído no formato hi-tech, característica evidenciada pela bateria eletrônica e pela linha de baixo e sintetizadores ao fundo. Ainda assim, é uma ótima canção que merece sua atenção.

Sharon O'Neill, circa 1990
Outro mid-pacer que segue essa linha hi-tech é "Strangers Come", mas aqui os sintetizadores foram substituídos por um saxofone muito bem colocado e que surge como uma boa surpresa, assim como é surpreendente "Poster Girl", balada que coloca Ms. O'Neill na companhia de piano e teclados dentro de um arranjo mais intimista e que privilegia os dotes vocais da neo-zelandesa.

Em resumo, caríssimos e caríssimas, sou o primeiro a atestar que "Edge Of Winter" não é um álbum coeso. Os arranjos usados aqui apresentam propostas bastante diversas em alguns momentos (especialmente nas canções não citadas na resenha), mas a qualidade do que está aqui é inegável. Músicos de primeira linha, canções bem construídas e uma vocalista excelente criam um cenário que, infelizmente, não foi todo voltado ao AOR, já que Ms. O'Neill tinha voz de sobra para encarar o estilo. Ainda assim, "Edge Of Winter" é, pessoalmente falando, o melhor álbum que Sharon O'Neill lançou e permanece até hoje o último trabalho de material inédito lançado por ela. Se você não está no grupo extremista e se permite chegar à fronteira do AOR com o westcoast, esse álbum pode ser uma boa surpresa...

SHARON O'NEILL - Edge Of Winter
Released in 1990 via Polydor Pty Ltd.
Cat. # 843 883-2

Tracklist
01 Prelude (To The Edge Of Winter)
02 Satin Sheets
03 In Our Dreams
04 Strangers Come
05 Sunday Driving
06 Little One
07 Edge Of Winter
08 Losing You
09 I Know You Love Me
10 Missing Person
11 Poster Girl

Musicians
Sharon O'Neill: vocals
Alan Mansfield: keyboards, percussion
Tommy Emmanuel: guitars
Mark Punch: guitars
Alan Darby: guitars
Peter Northcote: guitars
Kirk Lorange: guitars
Andy Sidari: bass
Michael Hegerty: bass
John Watson: drums
Mel Collins: saxophone

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Existem várias bandas por aí que buscam emular os excelentes sons do Toto , mas poucas conseguem resultados satisfatórios, ainda mais qua...