sexta-feira, 30 de novembro de 2018

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Quase três anos depois de seu primeiro álbum, o veterano Jerome Mazza retorna ao cenário com "Outlaw Son", onde tem a ilustre companhia do sueco Tommy Denander e do legendário Steve Overland. Ao longo dos anos, Mazza integrou as bandas Angelica e Pinnacle Point, além de participar do mais recente álbum do veterano Steve Walsh, lançado em 2017. Com uma sonoridade bastante contemporânea e canções bem construídas, a volta de Mazza é uma das grandes surpresas do ano e se dá em grande estilo.

O álbum conta com canções muito bacanas e diversas entre si, como se percebe nos rockers "Neverland" e "Immortal", além da cadenciada "The Dark Side" (cuja introdução me faz lembrar de "Carry On Wayward Son", do Kansas) e da empolgante "Streets Of Fire", com seu refrão massacrante. Todas as quatro canções são merecedoras de sua total atenção e daquelas já tradicionais múltiplas audições em volume máximo.

"The Last Goodbye" é outro rocker cativante com refrão grudento, enquanto "Undercover Love" surge como um mid-pacer envolvente, assim como acontece com "Song For The People", rocker cadenciado que traz abundantes teclados no arranjo e que conferem uma sonoridade comum no início dos anos 90. Já "Save The Best 'Til Last" é um rocker imponente, onde os teclados e guitarras dividem espaço nessa canção que soa muito com material que os britânicos do FM vêm fazendo ultimamente, especialmente no refrão. Eis mais quatro grandes momentos do álbum que merecem sua irrestrita atenção.

Jerome Mazza, circa 2018
Ainda temos os ótimos rockers "Crossfire" e "Calm Before The Storm" (com seu arranjo bem trabalhado e repleto de viradas), além da frenética "Outlaw Son" e "Unfinished Business", esta última com arranjo mais clássico e um refrão discretamente explosivo. Finalmente, a edição japonesa traz a ótima "Streets On Fire" transformada em dueto com o legendário Steve Overland, em um do grandes momentos do álbum. Mas confesso que também gostaria de ver um dueto em "Save The Best 'Til Last". Enfim, não se pode ter tudo.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Outlaw Son" marca o retorno de Jerome Mazza em grande estilo. De maneira geral, o álbum é bem coeso e apresenta um tracklist cuidadosamente montado. A produção de Tommy Denander está melhor do que costumamos esperar dele, e a presença de Steve Overland só confere mais qualidade e brilho ao que já era bem bacana. Se não é um álbum expoente, "Outlaw Son" é, sem dúvida alguma, um dos melhores trabalhos de AOR/Melodic Rock do ano e que, certamente, vai lhe surpreender...

JEROME MAZZA - Outlaw Son
Released on Nov. 23rd 2018, via Rubicon Music (Japan)
Cat. #RBNCD-1267

Tracklist
01 Neverland
02 Immortal
03 The Dark Side
04 Streets On Fire
05 The Last Goodbye
06 Undercover Love
07 Song For The People
08 Save The Best 'Til Last
09 Crossfire
10 Calm Before The Storm
11 Outlaw Son
12 Unfinished Business
13 Streets Of Fire (With Steve Overland) (Bonus Track)

Musicians
Jerome Mazza: vocals
Tommy Denander: guitars, keyboards
Chris Metger: drums, percussion
Bryan Anthony: bass
Steve Overland: backing vocals

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FINALMENTE, OS DETALHES DE "ANGELS IN BLUE", O NOVO ÁLBUM DO FIND ME

Arte xexelentíssima do terceiro (e muito aguardado) álbum da dupla Find Me Depois de muito mistério e uma boa dose de atraso, a Frontie...