sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Chamar um músico como Steve Jones de veterano é, no mínimo, redundância. Não bastassem os bons serviços prestados aos Sex Pistols, o guitarrista tem no currículo trabalhos com gente do calibre de Thin Lizzy, Joan Jett, Bob Dylan, Iggy Pop, Andy Taylor, Megadeth e Neurotic Outsiders, para citar alguns. E no meio de tudo isso ele gravou dois álbuns solo muito bacanas. O poderoso "Fire And Gasoline" é o segundo trabalho solo de Steve Jones e tem sonoridade diversa do primeiro trabalho, mas curto ambos igualmente. Mas por algum motivo obscuro, venho ouvindo este álbum nos últimos dias e me parece uma bela recomendação.

O álbum começa com a arrepiante "Freedom Fighter" - assista ao vídeo aqui - , um rocker simples, com base pesada de baixo e guitarras cortantes ao longo da melodia bastante direta. Uma pancada no escutador de pagode capaz de atordoar os mais incautos. Seguimos com "We're No Saints", outro rocker despido de enfeites mas carregado de energia, onde as guitarras se destacam em meio aos vocais roucos de Mr. Jones. O baixo pulsante e a bateria bem cadenciada fazem a base de "God In Louisiana", canção do tipo "in your face" e mais recomendada aos amantes do rock'n roll mais cru. Ainda assim, é uma pancada e me agrada bastante, assim como a bacana "Fire And Gasoline", segue a mesma linha das canções anteriores, onde guitarras tomam conta da melodia com propriedade.

Os bons sons continuam com "Hold On", canção que remete ao primeiro trabalho de Mr. Jones, mas com sonoridade absolutamente despojada, o que lhe confere mais energia e, provavelmente, mais peso. A mesma coisa acontece com a destruidora "Trouble Maker" e sua melodia absolutamente cadenciada pelo baixo e bateria, e com um resultado final que me lembra - e muito - os melhores momentos do The Cult. Ouça no volume máximo!!! A excelente "I Did U No Wrong" é mais animada e conta com backing vocals de Ian Astbury e Axl Rose, ou seja, a gritaria - no bom sentido - é de primeira. Outro grande momento do álbum, assim como "Get Ready" que, uma vez mais, remete ao primeiro trabalho de Jones. Gosto bastante da métrica dessa canção - já presente em outras neste mesmo álbum - e da linha de baixo, intensa e pesada, perfeita para aquele momento relaxante na estrada, além de contar com o solo venenoso de Billy Duffy.

Uma das canções que mais gosto neste álbum é "Gimme Love", rocker consistente e direto como só quem entende do riscado sabe fazer e, convenhamos, Steve Jones tem mais tempo de guitarra do que urubu tem de vôo. Isto posto, a excelente "Wild Wheels" chega sem pedir licença e apavora - no bom sentido - com um dos melhores refrões do álbum. Baixando a adrenalina que permeia todo o álbum temos "Leave Your Shoes On", um mid-pacer pesado e cheio de atitude, perfeito para aquele fim de noite junto com amigos, acompanhados por um Jack Daniels ou coisa que o valha (um bom José Cuervo ou Johnny Walker também serve). O álbum fecha o caixão com a destruidora "Suffragette City", clássico de David Bowie que ganha nitroglicerina em liquidificador nessa versão de Mr. Jones. Perfeita para iniciar aquela briga no bar e para fechar o álbum.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, este álbum é recomendado para quem curte rock'n roll sem firulas, mas com muita atitude. A sonoridade mais despojada - mas de alta qualidade - mostra que bons músicos precisam de pouca coisa para criarem os bons sons. Álbum de gente grande, para gente grande, e pouco recomendado para iniciantes.

STEVE JONES - Fire And Gasoline
Released in 1989 on MCA Records
Cat. #MCAD-6298


Tracklist
01. Freedom Fighter
02. We're No Saints
03. God In Louisiana
04. Fire And Gasoline
05. Hold On
06. Trouble Maker
07. I Did U No Wrong
08. Get Ready
09. Gimme Love
10. Wild Wheels
11. Leave Your Shoes On
12. Suffragette City

Musicians
Steve Jones - vocals, guitars
Terry Nails - bass, backing vocals
Mickey Curry - drums
Ian Astbury - tambourine, backing vocals on "I Did U No Wrong"
Axl Rose - backing vocals on "I Did U No Wrong"
Billy Duffy - guitar solo on "Get Ready"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...