sexta-feira, 28 de abril de 2017

OZZY OSBOURNE E ZAKK WYLDE VOLTARÃO AOS PALCOS EM TOUR AINDA EM 2017

Osbourne e Wylde, circa 2007
O aparentemente imortal Ozzy Osbourne se reunirá com o genial Zakk Wylde para uma tour em meados do ano. Será a primeira vez que a dupla subirá junta aos palcos em mais de 10 anos.

Até o momento, apenas quatro datas foram confirmadas para a tour que começa no dia 14 de Julho, na cidade de Oshkosh, durante o Rock U.S.A. Festival. O último show acontecerá em 21 de Agosto, no Moonstock Festival em Carterville, Illinois.

Junto com Osbourne e Wylde estarão o baixista Rob "Blasto" Nicholson, o baterista Tommy Clufetos e o tecladista Adam Wakeman.

"Estou muito feliz em voltar a estrada com Zakk, Blasto, Tommy e Adam. É isso que eu faço. É aqui onde devo estar, na estrada", disse Ozzy durante a coletiva de imprensa que anunciou os shows.

A primeira vez que Wylde gravou com Ozzy foi em 1988 no álbum "No Rest For The Wicked", quando substituiu o veterano Jake E. Lee. Em 1991, Wylde ganhou ainda mais destaque no espetacular "No More Tears", seguindo em frente com o ótimo "Ozzmosis" (de 1995), "Down To Earth" (de 2001) e "Black Rain" (de 2007), além de vários registros ao vivo gravados ao longo daquele período.

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Um dos grandes nomes do cenário musical canadense, Dan Hill está na ativa há mais de três décadas produzindo uma mistura refinada de AOR/Westcoast que encanta o mais exigente entusiasta desses estilos. Ainda, Hill tem em seu currículo uma longa série de canções escritas para outros artistas e também tem material próprio constantemente regravado. Ou seja, o cidadão sabe o que faz... e como poucos. Exatamente em 1991 ele lançou seu décimo trabalho e para promover o álbum o single "Is It Really Love" chegou às lojas trazendo a refinada mistura já citada. Para quem já era familiarizado com os bons sons de Hill, veio a confirmação da alta qualidade de seu trabalho como intérprete e compositor.

A ótima "Is It Really Love" é um mid-pacer com evidente base de piano acompanhado por uma guitarra marcante e uma linha de baixo envolvente. Seguindo o mais tradicional formato do estilo, as b-sections são levemente crescentes, levando a um refrão impactante, mesmo sem ser explosivo. Dan Hill faz uso perfeito de seus vocais, criando uma canção que consegue ser marcante sem ter a pompa que o estilo normalmente carrega em si. Uma belíssima canção que merece o já tradicional volume máximo e múltiplas audições.

Na sequência temos "Am I Fooling Myself", outro mid-pacer de primeira linha, mas com uma levada diferente. Aqui, o baixo assume a linha de frente e tem a base pontuada por guitarras discretas, mas muito eficientes. O vocal suave desfila com facilidade  por b-sections e pelo refrão absolutamente envolvente, onde as guitarras ganham um pouco mais de espaço. Se houvesse um livro "Mid-Pacers For Dummies", tenho certeza de que essa canção estaria lá. Outro grande momento que merece volume máximo e múltiplas audições.

O canadense Dan Hill, circa 1991
Finalmente, "Dance Of Love" é uma balada tradicionalmente westcoast, com base construída em piano e baixo em primeiro plano, tendo as guitarras ao fundo. O arranjo também traz as características mais relevantes do westcoast, assim como andamento e, principalmente, o arranjo vocal. Uma belíssima canção que retrata de maneira precisa a alta qualidade do trabalho de Dan Hill. Volume máximo e múltiplas audições, uma vez mais.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, esse single serve como cartão de visitas para o sempre eficiente Dan Hill. E digo isso porque, vergonhosamente, seu trabalho não é muito conhecido até por muitos entusiastas do westcoast, onde ele teve mais destaque. É altamente recomendado buscar seus álbuns e ouví-los em ordem cronológica para ter-se uma clara ideia do desenvolvimento de seu trabalho, especialmente como compositor. Mas "Is It Really Love" pode fazer o papel introdutório à  belíssima carreira que Dan Hill continua a construir. Material de alta qualidade e absolutamente recomendável...

DAN HILL - Is It Really Love
Released in 1991 via Pump Records
Cat. #90 70582

Tracklist
01 Is It Really Love
02 Am I Fooling Myself
03 Dance Of Love

Musicians
Dan Hill: vocals
Charles Judge: keyboards, drum programming
John Pierce: bass
Neil Stubenhaus: bass
Jerry Watts: bass
Chas Sanford: guitars, acoustic guitars, cyclorama
Ron Komie: guitars
Rob Pilch: guitars
Doug James: drum programming, keyboards
Kevin McKenzie: additional drums
John Sheard: keyboards

quinta-feira, 27 de abril de 2017

CRIADOR DA ROOM EXPERIENCE PREPARA ÁLBUM SOLO PARA 2018

O italiano Gianluca Firmo prepara
seu primeiro trabalho solo
Em 2015, os italianos da Room Experience debutaram no universo dos bons sons com seu álbum homônimo e que recebeu uma série de resenhas positivas. Leia o review da AORWatchTower clicando aqui.

Agora, Gianluca Firmo - o idealizador do projeto - revel que está trabalhando em seu primeiro álbum solo, que será lançado pela Street Symphonies Records no início de 2018.

Sobre o álbum, Gianluca disse: "Muitas das canções que escrevi - e ainda escrevo - não foram incluídas no álbum da Room Experience porque nem todas as nuances do melodic rock se encaixavam naquele álbum. Além disso, eu amo cantar mas minha voz não é feita para entoar notas muito altas. Considerando tudo isso, eu pensei em escolher algumas das minhas canções que mais gosto e tentar criar um álbum de melodic rock, mas não tão orientado pelo estilo".

O material está sendo gravado no Atomic Stuff Studio (em Isorella, Itália) sob a supervisão técnica de Oscar Burato, que também será o responsável pela mixagem do álbum. A masterização ficará a cargo do experiente Roberto Priori, responsável por trabalhos da Danger Zone, Wheels Of Fire e Raintimes.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

AEROSMITH VOLTA À TERRA BRAZILIS

Aerosmith retorna ao país com shows extras
Nem só de Rock In Rio vivem os tiozões do Aerosmith.

A banda confirmou oficialmente outros dois shows além daquele que fará com o Def Leppard - no dia 24 de Setembro - como parte do festival São Paulo Trip.

A primeira data é 18/09, quando a banda se apresentará em Belo Horizonte.

A outra data era 27/09, que levará o Aerosmith novamente até Curitiba. Pouco depois do anúncio, a data foi retirada do site da banda, mas a organização do evento garante que o show está mais que confirmado.

Não há informações sobre ingressos, mas sabe-se que a banda se apresentará na Pedreira Paulo Leminski.

Essa será a segunda visita dos tiozões à capital paranaense. Há quatro anos, a banda esteve em Curitiba e fez seu showzaço no Bioparque. Mas a mais recente visita do Aerosmith ao Brasil aconteceu há dois anos.

Mais detalhes em breve...

segunda-feira, 24 de abril de 2017

BREAKING NEWS

* Styx lançará seu novo álbum, batizado "The Mission", no dia 16 de Junho. É o primeiro álbum de estúdio da banda em 14 anos;

* O moleque Avery Molek (pura coincidência) tocou "Hot For The Teacher" em um show do Steel Panther. O detalhe é que Molek tem míseros 10 anos!!! Você pode assistir a performance do pequeno clicando aqui;

* Os canadenses do Harem Scarem revelam "One Of Life's Mysteries", mais uma canção que integra o tracklist do aguardado "United", que chegará às lojas em 12 de Maio. Ouça a nova canção clicando aqui.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

No final da década de 80, os britânicos da Walk On Fire lançaram o excelente "Blind Faith", álbum que lhes abriu as portas do universo AOR e que também cativou inúmeros fãs ao redor do planeta. Infelizmente, o segundo trabalho da banda acabou engavetado poucos meses antes de seu lançamento em 1991 e assim permaneceu, enquanto cópias de qualidade mais que duvidosa surgiam na internet. Mas os abençoados da Escape Music não apenas tiveram acesso ao material como o lançam exatamente hoje, sob o nome de "Mind Over Matter". E o que temos aqui é o mesmo AOR refinado, com produção cristalina, arranjos grandiosos e excelentes canções interpretadas magistralmente por Alan King. Se você já conhece o álbum anterior da Walk On Fire, já sabe o que esperar. Mas se não conhece, prepare-se para uma ótima surpresa...

O álbum tem sua dose generosa de rockers, representados por "Mind Over Matter" (um dos destaques do álbum), "Spinning Wheel", "Save Your Lies (We've Had Enough)" (eis outro destaque) e "Wicked" (mais um destaque), onde teclados e guitarras se alternam na linha de frente, afastando a obviedade e surpreendendo a cada nova audição. Volume máximo e múltiplas audições são recomendadas.

"Bad Attitude", "Big Gun" (outro destaque do álbum) e "Blood IsThe Colour" (mais um destaque) mantém o alto nível dos rockers, carregados com a dose certa de emoção e energia que se espera desse tipo de material.

O álbum também conta com mid-pacers arrepiantes, como podemos conferir em "Long Live Love" (outro destaque do álbum) e "Madhouse" (mais um destaque), enquanto "Pleasure Of Pain" e "Reign Down" (ambos destaques do álbum) surgem como power ballads introspectivas e envolventes. Cada uma dessas canções merece sua atenção e volume máximo, como de costume.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, ouvir material inédito do Walk On Fire em pleno 2017 é uma belíssima surpresa. Seus mais de 25 anos provam a qualidade e atemporalidade desse material, que ainda mantém seu brilho. Infelizmente, as fitas originais que continham essas canções não estava absolutamente intacta e isso explica a diferença na resolução sonora de algumas canções. Não é nada que as torne pobres, apenas é possível perceber a diferença entre uma e outra faixa. Seja como for, "Mind Over Matter" chega para satisfazer a ansiedade de alguns fãs e, certamente, conquistar outros tantos. Material recomendado para iniciados e iniciantes na fina arte dos bons sons...

WALK ON FIRE - Mind Over Matter
Released on April 21st 2017, via Escape Music
Cat. #ESM302

Tracklist
01 Mind Over Matter
02 Spinning Wheel
03 Pleasure Of Pain
04 Reign Down
05 Long Live Love
06 Save Your Lies (We've Had Enough)
07 Wicked
08 Bad Attitude
09 Madhouse
10 Big Gun
11 The Price Of Love
12 Drag Me Down
13 Blood Is The Colour

Lineup
Alan King: vocals
Dave Cairns: keyboatds, guitars
Mike Casswell: guitars
Trevor Thornton: drums
Phil Williams: bass
Richard Cottle: programming

quinta-feira, 20 de abril de 2017

SÃO PAULO ANUNCIA FESTIVAL MUITO MAIS INTERESSANTE QUE O DITO "ROCK" IN RIO

Def Leppard já está confirmado no festival paulista
A novidade foi anunciada ontem e já causa tumulto - no bom sentido - entre os amantes dos bons sons.

O São Paulo Trip acontecerá em Setembro e contará com gente do calibre de:

Def Leppard
The Cult
Alice Cooper
The Who
Aerosmith
Bon Jovi
Guns N' Roses

Ainda, há uma atração especial que, por hora, é mantida em segredo.

Prevê-se que serão quatro dias de shows, mas datas, local e preço dos ingressos ainda não foram confirmados.

Mais detalhes em breve...

quarta-feira, 19 de abril de 2017

MR. BIG ANUNCIA NOVO ÁLBUM

Mr. Big prepara seu aguardado retorno para 2017
Os veteranos do Mr. Big revelaram o nome de seu próximo álbum: "Defying Gravity", que será lançado pela Frontiers Records, se tudo der certo, no final do segundo semestre.

A produção ficará a cargo de Kevin Elson, responsável pelos três primeiros - e ótimos - trabalhos da banda, lançados entre 1989 e 1993.

"Defying Gravity" contará com o lineup original do Mr. Big - Eric Martin, Paul Gilbert, Billy Sheehan e Pat Torpey - além da participação de Matt Starr, que vem substituindo Torpey nos shows da banda desde que ele foi diagnosticado com mal da Parkinson, em 2014.

Sobre o diagnóstico, em entrevista concedida a CrypticRock, Torpey disse: "O lado bom de tudo isso foi que descobri quantas pessoas se importam comigo e o grande apoio que tenho ao meu redor com os caras da banda, nosso empresário e, especialmente, da minha mulher. Ela é meu anjo da guarda, ela me salvou, basicamente. Foi difícil, mas estou muito melhor. Encontrei um caminho e estou tentando seguir em frente a cada dia".

terça-feira, 18 de abril de 2017

REVOLUTION SAINTS VEM AÍ

Aldrich, Castronovo e Blades retomam o projeto
Revolution Saints ainda neste ano
A Frontiers Records anunciou oficialmente o retorno do Revolution Saints.

De acordo com o press release, a banda entrará em estúdio na próxima semana, quando dará início ao processo de gravação de seu segundo álbum a ser lançado em Outubro.

O material será todo produzido pelo arroz de festa Alessandro Del Vecchio, que também é responsável pela co-autoria das canções compostas com o guitarrista Doug Aldrich.

O lineup permanece o mesmo, tendo Aldrich, Deen Castronovo e Jack Blades.




segunda-feira, 17 de abril de 2017

ALEX LIFESON REITERA DECISÃO DO RUSH

Alex Lifeson em ação com o Rush, circa 2016
Em recente entrevista concedida à SiriusXM, o guitarrista Alex Lifeson falou sobre o futuro nada incerto do Rush.

"Eu diria que é muito pouco provável que façamos outra tour como Rush. Na verdade, viajamos por 41 anos e tenho que dizer que nesse primeiro ano 'de férias' parecia que eu estava em luto pela minha carreira e pela banda, mas na verdade, 41 anos de tours da maneira que nós fizemos, eu não devia me sentir mal em relação a isso", disse Lifeson.

O guitarrista ainda disse que ele e Geddy Lee provavelmente farão algo juntos, apesar de não ter revelado como ou quando isso deve acontecer. O que se sabe é que, nesse momento, Lee está escrevendo um livro sobre a história do baixo. Já o legendário baterista Neil Peart está sumido. "Não sei o que Neil está fazendo ultimamente. Ele está na costa oeste. Ele sempre está inventando alguma coisa", disse Lifeson.

O hiato do Rush deixa espaço para que Lifeson crie um projeto solo, algo em que ele admite estar pensando, apesar de ainda não saber 'se' ou 'como' fará.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

KELLY KEAGY SE AFASTA DO NIGHT RANGER

Kelly Keagy em ação com o Night Ranger
É temporário, mas é verdade.

O baterista passou por uma cirurgia e agora encara um breve período de recuperação enquanto o Night Ranger segue em frente com a tour que comemora os 35 anos de atividade da banda.

Keagy explicou: "Eu lidei com uma anomalia cardíaca a minha vida toda. Por recomendações médicas, decidi me submeter a um precedimento que me permitirá voltar ainda mais forte. Pedi aos caras na banda para que continuassem com a tour e mal posso esperar para me reunir com eles na estrada o mais rápido possível. Fico grato pelo apoio e orações de minha família, amigos de bana e nossos fãs, os quais significam tudo para mim enquanto tenho passado por esse processo".

Para o seu lugar a banda recrutou ninguém menos que o sempre excelente Deen Castronovo e Fred Coury.

Keagy deve se juntar ao Night Ranger em cerca de 60 dias.

OZZY OSBOURNE E ZAKK WYLDE VOLTARÃO AOS PALCOS EM TOUR AINDA EM 2017

Osbourne e Wylde, circa 2007 O aparentemente imortal Ozzy Osbourne se reunirá com o genial Zakk Wylde para uma tour em meados do ano. ...