sexta-feira, 26 de maio de 2017

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

A Suécia é mais que bem sucedida em nos surpreender com boas novidades quando o assunto é AOR/Melodic Rock e o mais novo nome que merece atenção nessa categoria é o Crey3, projeto que acaba de lançar um EP com apenas três canções, mas que revelam alta qualidade de composições e execução. Com nomes conhecidos dentro do cenário, essa turma investe na sonoridade que se apoia nas estruturas mais tradicionais do AOR, juntando à elas elementos contemporâneos que geram um resultado bastante equilibrado, fazendo uma ponte entre o que mais gostamos e o que esperamos dos bons sons. E o que esses caras criaram é muito, mas muito animador...

Comecemos com "Straight To The Top", um rocker excelente que coloca os teclados na linha de frente, acompanhados de perto por guitarras precisamente distribuídas em uma base crescente e que passa por b-sections discretas, mas que te conduzem a um refrão explosivo, onde tudo o que parece contido na canção explode - ainda que de maneira controlada -  em todas as direções, especialmente quando Strandell solta a voz. Grande canção que merece múltiplas audições e sua total atenção.

Em seguida temos "Never Too Late", canção que resume de maneira inequívoca a tal mistura da estrutura AOR mais tradicional com elementos mais contemporâneos. Aqui, a combinação e distribuição dos teclados e guitarras é perfeita, sem que um instrumento invada o espaço do outro. Ainda, a canção é absurdamente envolvente e conta com um refrão arrasador e grudento, exatamente como todo bom AOR/Melodic Rock deve ser. A sonoridade remete aos melhores momentos do H.E.A.T. já com Erik Grönwall e, assim sendo, não há dúvidas de que essa canção é o grande destaque desse EP e, por isso mesmo, merece múltiplas audições, volume máximo e sua irrestrita atenção.

Finalmente, temos a releitura da clássica "No Easy Way Out", gravada por Robert Tepper em 1985 para a trilha sonora de "Rocky IV". Pessoalmente, não gosto de covers porque, salvas raríssimas exceções, as mesmas não fazem jus às originais. E é exatamente o que acontece aqui. Apesar de o instrumental estar bem amarrado - apesar da bateria eletrônica que confere uma aura ainda mais retro - o sotaque sueco de Strandell é impossível de ignorar em vários trechos da canção. 

Ainda, sua voz não tem o drive que Tepper desfila com facilidade e, não adianta, toda vez que uma cover surgir, a inevitável comparação com a original também aparece. Me parece um desperdício usar uma cover ao invés de promover material próprio, mas enfim, cada um com seu cada qual.

Crey3, circa 2017, durante as gravações de seu
 primeiro álbum a ser lançado ainda neste ano
Em resumo, caríssimas e caríssimos, o Crey3 surge como um nome a ser observado. Levando em conta suas canções autorais, acredito estarmos prestes a ver o surgimento de uma bela novidade. Ainda, vale registrar que Strandell já não está mais com a banda, tendo Robin Jidhed - filho do veterano Jim Jidhed) como frontman enquanto as gravações de seu primeiro álbum acontecem. 

E falando em álbum, a banda acaba de assinar um contrato para vários álbuns com ninguém menos que a Frontiers Records, mantendo em seu lineup Gullstrand, Örsta, Rönning e Filipsson, além do guitarrisa Fredrik Joakimsson. Prepare-se porque tem coisa boa chegando ainda em 2017...

CREY3 - Straight To The Top EP
Released independently in March 2017.
Cat. # not available

Tracklist
01 Straight To The Top
02 Never Too Late (ouça aqui)
03 No Easy Way Out

Musicians
Alexander Strandell: vocals
Andreas Gullstrand: guitars
Andrée Theander: guitars
Gustaf Örsta: bass
Linus Abrahamson: bass
Erik Wiss: keyboards
Joel Rönning: keyboards
Carl Tudén: drums
Arvid Filipsson: drums
Christopher Borg: backing vocals
Philip Lindstrand: backing vocals

quinta-feira, 25 de maio de 2017

TOUR COMEMORATIVA DE CLÁSSICO DO EUROPE GANHA REGISTRO CAPRICHADO

Europe revisitou seu clássico ao vivo com registro
a ser lançado em vários formatos
Os suecos do Europe anunciaram que a tour comemorativa dos 30 anos do clássico "The Final Countadown" será lançada em BluRay/DVD. O show em questão foi gravado na Roundhouse - em Londres -  no dia 12 de Novembro de 2016.

"Que noite incrível! Foi mais agradável revisitar o álbum 'The Final Countdown' ao vivo do que poderíamos pensar. Além de tudo, pudemos compartilhar o álbum 'War Of Kings' com aquela platéia maravilhosa na mesma noite. Aquele show foi um dos mais memoráveis de nossa carreira", disse Joey Tempest.

A edição limitada chegará às lojas nos seguintes formatos:

* DVD/2CD contendo o show completo (1 vídeo, 2 áudios), em embalagem digipack com oito pain;eis incluindo livreto com 24 páginas;

* BluRay/2CD contendo o show completo (1 vídeo, 2 áudios), em embalagem digipack com oito pain;eis incluindo livreto com 24 páginas;

* Lançamento de áudio em formato digital;

* Boxset de 12 polegadas em edição limitada - 1.000 unidades - disponível a partir de Setembro, contendo BluRay/2CD com o show completo (1 vídeo, 2 áudios), em embalagem digipack com oito painéis incluindo livreto com 24 páginas, edição em vinil do show "The Final Countdown" com capa dupla, livro de fotos com 40 páginas, réplica vintage da echarpe da tour e réplica do guest pass da tour de 1986.

Investimento que vale cada centavo...

quarta-feira, 24 de maio de 2017

BREAKING NEWS

* O novo álbum do H.E.A.T. chegará às lojas em Setembro;

* Mantendo sua tradição de criar projetos mirabolantes, a Frontiers Records anunciou a Kryptonite, banda que reúne Michael Palace, Pontus Egberg, Robban Back e Jakob Samuel. O álbum será produzido pelo onipresente Alessandro Del Vechhio;

* "1992" é a primeira canção do novo álbum do Mr. Big a ser divulgada e você pode ouvi-la clicando aqui.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

QUASE 30 ANOS DEPOIS, ÁLBUM SOLO DE DON BARNES SERÁ LANÇADO

Depois de décadas, álbum solo de Don Barnes será
devida e oficialmente lançado
O álbum "Ride The Storm" só não tem o status de lendário porque cópias - algumas de ótima qualidade - desse trabalho voam pela internet há muitos anos. Entretanto, é claro que um lançamento oficial sempre povoou a ideia dos entusiastas dos bons sons.

Pois bem, o pessoal da MelodicRock Records anuncia para o dia 30 de Junho o tal lançamento oficial, quando "Ride The Storm", finalmente, chegará às lojas.

Com um time de músicos de incluiu Dann Huff, Jeff Porcaro, Mike Porcaro, Alan Pasqua, Dennis Carmasi, Martin Briley e Jesse Harms, a musicalidade é absolutamente inquestionável.

E um detalhe bastante interessante é que o álbum será lançado em versão dupla, já que foi descoberta uma versão "rock mix" que foi encomendada em 1989, para testar o impacto das canções todas remixadas para ter um impacto maior. Ainda, o próprio Don Barnes revela que o álbum trará três canções inéditas.

O tracklist de "Ride The Storm" é o sguinte:

01 Ride The Storm
02 Looking For You
03 I Fall Back
04 Don't Look Down
05 Maybe You'll Believe Me Now
06 I'd Do It All Over Again
07 Every Time We Say Goodbye
08 Feelin' Stronger Every Day
09 After The Way
10 Johnny Ain't So Cool

Clicando aqui você pode assistir ao teaser video de "Looking For You".

sexta-feira, 19 de maio de 2017

KEE OF HEARTS VEM AÍ

Kee Of Hearts: Sandin, Marcello, Heart e DiSalvia
Você já está careca de saber que, de tempos em tempos, os italianos da Frontiers criam uns projetos inusitados. Alguns dão certo, enquanto outros chegam a despertar aquele sentimento de vergonha alheia. Pois bem, a gravadora tem mais uma novidade...

Kee Of Hearts reúne o vocalista Tommy Heart (da Fair Warning) com o excelente guitarrista Kee Marcello (sempre lembrado pela sua digna passagem pelo Europe). A badna ainda conta com o baixista Ken Sandin (ex-Alien) e com o baterista Marco DiSalvia.

O quarteto começou a gravar seu álbum de estréia no final de 2016, sob a direção do produtor e figura onipresente Alessandro Del Vecchio. O press release diz que o álbum vai cobrir "um amplo espectro de estilos" e confesso que isso me preocupa um pouco, já que a máxima que ensina "quem quer agradar todo mundo não agrada ninguém" não costuma falhar.

A sonoridade é descrita como "AOR escandinavo mesclado com melodic hard rock alemão com influências do AOR clássico dos Estados Unidos"

O álbum tem previsão de lançamento entre Julho e Agosto.

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Hoje em dia, o nome do britânico Steve Newman é mais do que conhecido no universo dos bons sons, mas no final da década de 90 o cidadão estava começando sua carreira e "One Step Closer" - seu segundo trabalho - ajudou a consolidá-lo como vocalista e compositor. Com a tradicional sonoridade centrada em guitarras e cercada suavemente por teclados (característica mantida até hoje), Newman apresentou um álbum repleto de grandes canções e também com alguns nomes já conhecidos naquela época, como Nick Workman (sim, o atual vocalista da Vega) e o baixista Mikey Jones (então ambos integravam a Kick), além do baterista Rob Kurzreiter (da The Distance) e dos vocalistas Mark Thompson-Smith e de Paul Christensen, nome verdadeiro de ninguém menos que Ronnie Atkins, vocalista da Pretty Maids.  Com tanta coisa e gente boa reunida, não tinha como esse álbum dar errado.

O desfile de rockers começa em grande estilo, tendo "One Step Closer", "Desperate Hours" e "Don't Walk Away" como cartões de visita, sendo que todas as três canções revelam a base melódica que serve como base para todo o álbum. Três grandes canções merecedores das já tradicionais múltiplas audições desprovidas de moderação.

Na mesma medida temos "Taboo", "Fire Of Love" e as infernais "The Call" e "Joanne", rockers simplesmente arrasadores, mas é fato que as duas últimas canções estão em um patamar ligeiramente mais elevado. Seja como for, múltiplas audições se fazem obrigatórias, como de costume.

Newman, circa 1999: Kurzreiter, Newman e Jones
Ainda, há que se mencionar "Judgement Day" e "Strange Animal", dois mid-pacers espetaculares, assim como "Should've Been Me", uma power ballad arrasadora que classifico entre as melhores na longa discografia de Steve Newman. Audições... moderação... sempre no mesmo modelo.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, não há como falarmos sobre Newman sem citar "One Step Closer", dada a alta qualidade das canções aqui contidas. A produção - a cargo do próprio Steve Newman em conjunto com Chris Jones - é excelente e só faz ressaltar os melhores elementos de cada canção. Assim sendo, não é difícil entender os motivos que me levam a classificar esse álbum como um dos grandes momentos na carreira dos britânicos do Newman. Se você ainda não é familiarizado com os bons sons dessa gente, "One Step Closer" é um ótimo começo. E acredite, você vai se surpreender...

NEWMAN - One Step Closer
Released in 1999 via Victor Entertainment Inc. (Japan)
Cat. #VICP-60799

Tracklist
01 One Step Closer
02 Desperate Hours
03 Don't Walk Away
04 Judgement Day
05 Should've Been Me
06 Taboo
07 Fire Of Love
08 Strongest Heart
09 Strange Animal
10 The Call
11 Joanne

Lineup
Steve Newman: vocals, guitars, keyboards
Rob Kurzreiter: drums
Mikey Jones: Bass

Guest musicians
Paul Christensen: vocals
Mark Thompson-Smith: vocals
Nick Workman: vocals

quinta-feira, 18 de maio de 2017

STEVE LUKATHER E SUA AVALANCHE DE NOVIDADES SOBRE O TOTO

Steve Lukather traz notícias animadoras aos fãs do Toto
O guitarrista Steve Lukather falou ao telefone com o jornalista e radialista canadense John Beaudin sobre os planos que envolvem o Toto ao longo dos próximos meses.

E tem muita coisa acontecendo. Então, como diria Jack, o estripador, "vamos por partes":

1 O novo álbum do Toto está absolutamente pronto. Masterizado, inclusive. A mixagem ficou a cargo do renomado Bob Clearmountain, que já trabalhou com a banda no excelente "Kingdom Of Desire";

2 Esse trabalho trará cinco canções com Jeff Porcaro!!! O álbum também trará material com as ilustres presenças de Mike Porcaro e David Hungate;

3 A Sony Music Entertainment lançará um box set autografado e em edição limitada, contendo todos os álbuns que o Toto gravou durante sua estadia na gravadora (desde "Toto" até "Mindfields"). Todos os álbuns foram meticulosamente remasterizados e não apenas "comprimidos e esmagados", como disse Lukather. O guitarrista disse: "nós remodelamos e reestruturamos esses álbuns".

Esse processo foi conduzido pela gravado em conjunto com a banda e também com o excelente produtor Elliot Scheiner. Lukather ainda revelou que os três primeiros trabalhos foram os que precisaram de mais atenção. Comenta-se que há a possibilidade de todos esse álbuns serem lançados em formato 5.1 surround;

4 O Toto embarcará em uma extensiva tour mundial ao longo dos próximos dois anos, em comemoração aos 40 anos de carreira da banda. Lukather confirmou que um dos shows na Holanda será filmado, onde a banda já apresentará o novo setlist. O guitarrista também disse que haverá uma "grande produção" acompanhando esses shows;

5 A autobiografia de Lukather está sendo editada e será lançada já em 1º de Janeiro de 2018. O livro terá cerca de 350 páginas e contará histórias não apenas sobre seus dias no Toto, mas também sobre sua carreira solo e as inúmeras sessões de gravação das quais participou.

Mal posso esperar...

quarta-feira, 17 de maio de 2017

BRETT WALKER TERÁ MATERIAL INÉDITO LANÇADO AINDA NESTE ANO

Brett Walker, circa 1994
Brett Walker faleceu prematuramente em 2013. Deixou apenas quatro álbuns solo (além de outro gravado com a banda The Railbirds), incluindo o clássico "Nevertheless", de 1994, e o excelente "Lift Off", lançado cinco anos mais tarde.

Mas é sabido que Walker era um compositor prolífico, tendo não apenas escrito material para muita gente, mas principalmente, gravado muita coisa que permanecia inédita.

Sim, permanecia,

A MelodicRock Records anunciou hoje que lançará um álbum composto apenas por material nunca lançado, incluindo demos, sobras de estúdio, versões alternativas de suas canções mais conhecidas e muito mais.

Entre esse "muito mais" há que se destacar canções escritas para o projeto Person 2 Person e gravadas em 1989. Eu tenho uma cópia do álbum lançado em 2009 pela gravadora italiana Time Warp Records, tendo 17 canções, sendo oito gravações de estúdio, seis demos e outras três canções ao vivo.

O álbum - que ainda não se sabe se será duplo ou não - deverá chegar às lojas ainda em 2017 e detalhes adicionais serão revelados aos poucos.

Stay tuned...

segunda-feira, 15 de maio de 2017

HONEYMOON SUITE DESISTE DE TOCAR NA EDIÇÃO 2017 DO ROCKINGHAM FESTIVAL

Honeymoon Suite, circa 2016
Há sete anos, Sandi Saraya desistiu de tocar no Firefest depois da banda ser anunciada e de, basicamente, estar tudo certo. Na época, a organização do evento informou que a vocalista havia pedido "uma quantia indecente de dinheiro extra". A própria Saraya confirmou essa informação, mas justificou dizendo que queria que seus filhos e marido a vissem no palco.

Os anos passaram e a história se repete, tendo os canadenses da Honeymoon Suite como desistentes do Rockingham Festival.

O motivo teria sido uma oferta melhor - ainda não se sabe de onde - e o anúncio da ausência da banda foi feito na semana passada.

A nota diz: "Nós fomos informados hoje que a Honeymoon Suite desistiu do Rockingham 2017. Apesar de ter concordado com o valor a ser pago, de ter assinado o contrato e de ter recebido seu pagamento adiantado em Dezembro de 2016, eles decidiram 'aceitar uma oferta melhor' em outro lugar.

Estamos muito decepcionados com isso, assim como muitos de vocês estarão. Rockingham Entertainment manteve 100% sua palavra no acordo com a banda, mas obviamente, cinco meses depois de nos dizer 'sim' eles resolverão dizer 'não'.

Vamos atualizar nosso poster, arte, etc... assim que possível e completaremos a vaga da atração principal da noite de sexta-feita em tempo. Achamos que vocês deveriam saber disso o mais cedo possível.

Uma vez mais, lamentamos muito comunicar essa notícia, mas a culpa de tudo isso está inteiramente nas mãos de outras pessoas".

Até o momento, a Honeymoon Suite não se manifestou.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

KANSAS CANCELA TOUR EUROPEIA

Kansas cancela tour europeia, mas mantém sua
agenda de shows em território norte-americano
Cancelamentos de tours não são raros, mas o que os veteranos do Kansas apresentaram como razão para isso é, no mínimo, preocupante.

Toda a tour europeia da banda - que aconteceria em Junho e Julho - foi sumariamente cancelada devido a "avisos de segurança".

Em nota, a banda explicou: "O cancelamento foi baseado em avisos sobre segurança emitidos pelo governo dos Estados Unidos e e várias agências legais norte-americanas em referência a americanos viajando pela Europa neste verão. O Kansas está extremamente entristecido que a banda não poderá se apresentar para seus fãs europeus neste ano".

Os shows divulgariam o álbum "The Prelude Implicit" - lançado em 2016 - e também comemorariam os 40 anos do clássico "Leftoverture".

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Desde 1991, os canadenses do Harem Scarem vem prestando valoroso serviços à causa dos bons sons de maneira mais que consistente, tão verdade que mesmo seus álbuns mais fracos são interessantes. Ainda, a dupla Hess/Lesperance funciona perfeitamente e mesmo as mudanças de baixistas e bateristas não afetaram em absolutamente nada a sonoridade da banda. E prova disso é "United", o 14º álbum do Harem Scarem e que serve como testemunho de sua abundante qualidade musical. E quando você acha que não há mais como a banda lhe surpreender, eles provam exatamente o contrário...

Absolutamente repleto de doses cavalares do bom e velho melodic rock clássico, o álbum traz rockers arrepiantes como a empolgante "United", a descomunal "Here Today, Gone Tomorrow" (que conta com elegantes backing vocals de Jeff Scott Soto) e a envolvente "Gravitiy", onde fica clara a versatilidade da banda e, principalmente, a capacidade de manter sua identidade em variações do mesmo estilo. Coisa de quem entende do riscado. Todas as três canções merecem múltiplas e incansáveis audições totalmente desprovidas de qualquer tipo de moderação.

As frenéticas "Sinking Ship" e "No Regrets" dão continuidade à sessão de descarrego de bons sons, tendo na sequência a excelente "Bite The Bullet" e a envolvente "Things I Know", sendo que essas canções servem para ratificar, de maneira inequívoca, todos os adjetivos apontados no parágrafo anterior. E assim sendo, as mesmas recomendações anteriormente mencionadas para ouvi-las são aplicáveis aqui.

A swingada "The Sky Is Falling" brilha com seu arranjo animado, enquanto "Heaven And Earth" e "Indestructible" (que engana com uma drástica mudança no arranjo e andamento) mantém a pegada clássica da banda. Ainda há que se mencionar "One Of Life's Mysteries", uma daquelas power ballads que faz arrepiar as sobrancelhas da mais gélida das criaturas, assim como acontece com a linda versão acústica para "Here Today, Gone Tomorrow", bonus track dessa edição japonesa que também conta com DVD - com pouco mais de 28 minutos - contendo dois vídeos promocionais e o 'making of'  do álbum.

Harem Scarem, circa 2017: Darren Smith,
Harry Hess,  Pete Lesperance e Stan Miczek
Em resumo, caríssimas  caríssimos, não há como ignorar a excelência do Harem Scarem, uma banda que merece muito mais reconhecimento do que tem. Os canadenses conseguem se reinventar de maneira sutil, mas sempre mantendo a coesão musical que se espera deles e esse é o motivo pelo qual não consigo apontar destaques no tracklist, já que temos aqui uma incessante sequência de canções arrebatadoras.. Isto posto, "United" chega não apenas como um dos melhores álbuns do ano e também da carreira da banda, mas também como um exemplo explícito da sonoridade que os tornaram um dos grandes nomes do cenário melodic rock. Pessoalmente, coloco "United", tranquilamente, entre os três mais relevantes álbuns na discografia do Harem Scarem e torço para que um registro ao vivo da tour que se iniciará em breve (tendo Darren Smith na bateria) seja devidamente feito. Enquanto isso, vamos festejar o triunfante retorno de um dos grandes nomes do universo dos bons sons. Álbum absolutamente obrigatório em sua coleção...

HAREM SCAREM - United (SHM-CD Edition)
Released on April 26th 2017, via King Records Co. Ltd.
Cat. #KIZC-382/3

Tracklist
01 United
02 Here Today, Gone Tomorow (vídeo)
03 Gravity
04 Sinking Ship (vídeo)
05 One Of Life's Mysteries
06 No Regrets
07 Bite The Bullet
08 Things I Know
09 The Sky Is Falling
10 Heaven And Earth
11 Indestructible
12 Here Today, Gone Tomorow (Acoustic)

Lineup
Harry Hess: vocals, guitars
Pete Lesperance: guitars
Darren Smith: backing vocals
Creighton Doane: drums
Stan Miczek: bass

Guest musician
Jeff Scott Soto: backing vocals on "Here Today, Gone Tomorrow" and "Bite The Bullet"

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

A Suécia é mais que bem sucedida em nos surpreender com boas novidades quando o assunto é AOR/Melodic Rock e o mais novo nome que merece ...