quarta-feira, 25 de abril de 2012

QUEM NÃO ASSINA O QUE ESCREVE...

Pois é, quem fez feio dessa vez foram Edu Falaschi e Thiago Bianchi.

O blog Collector's Room havia publicado matéria sobre os dois entitulada "Edu Falaschi e Thiago Bianchi: os maiores hipócritas do Metal Nacional". O artigo abordava o posicionamento da dupla em face do desastroso Metal Open Air, festival de amadorismo profissional que espalhou negativamente o nome do Brasil mundo afora, no que se refere a organização de festivais musicais, que fique bem claro.

A dupla ameaçou processar o blog que hoje mostra a seguinte mensagem onde anteriormente havia um texto de autoria de Bruno Sanchez

"Recebemos um pedido solicitando que a matéria intitulada Thiago Bianchi e Edu Falaschi: os maiores hipócritas do metal nacional, fosse retirada do ar em um prazo de 24 horas, caso contrário sofreríamos medidas legais a respeito.
 
Como esse blog não é um site profissional e nem objeto de sustento de seus colaboradores, mas apenas um veículo para compartilharmos a nossa paixão pela música, decidimos retirar o supra citado texto do ar e informar os nossos leitores a respeito dessa decisão, já que a matéria não será mais encontrada em nossos arquivos e sistemas de busca.

Além disso, por essa razão, a partir desta data, 24 de abril de 2012, não publicaremos mais nada que envolva os nomes dos cidadãos Thiago Bianchi e Eduardo Falaschi, bem como das bandas com as quais estes dois músicos estão envolvidos - Shaman, Almah e Angra.

Essa decisão foi tomada para preservar profissionalmente a Collector’s Room, o seu editor e as pessoas que colaboram com o site".

O Shaman criou o dito "hino" do evento. Não ouvi e não perderei meu tempo ouvindo. Apesar de reconhecer o valor da banda dentro do cenário metal internacional, simplesmente não curto o trabalho dos caras. Respeito, mas é só.

O artigo questionava a dupla porque, segundo o texto, ambos "nos últimos meses bateram a mão no peito e falaram "Metal brasileiro é com a gente", criando idéias como o "Dia nacional do Metal" ou divulgando manifestos no teor de "Levantem e gritem" e "público paga pau de gringo, vamos prestigiar a cena nacional".

Quando o metal brasileiro precisou de alguém para levantar sua bandeira, ninguém apareceu. Nem mesmo Falaschi e Bianchi.

Bianchi se manifestou em seu Twitter com a seguinte frase: "É num (sic) valia a pena mesmo vir no MOA..Haha perderam!"

Já Falaschi declarou eu seu Twitter, logo após o final do primeiro dia do M.O.A.: "OBRIGADO GALERA Q FOI AO SHOW! O MOA, MESMO COM PROBLEMAS, ESTÁ DE PARABÉNS! VALEU NEGRI E LAMPARINA PROD. TAMU JUNTO! É UM COMEÇO! \\\\m/"

O curioso é o apoio de um cidadão que desfruta - ou desfrutava - de respeito dentro do cenário do metal brasileiro a um festival veladamente amador, irresponsável e quase criminoso.

O problema é o texto de Bruno Sanchez foi censurado. O site foi ameaçado de responder judicialmente caso a matéria fosse mantida no ar.

A dupla se achou ofendida e ameaçou processar a Collector's Room por divulgar a matéria. Busquei autorização para disponibilizar o texto junto ao pessoal do blog, mas não obtive sucesso. Entretanto, como nessa era digital em que vivemos a internet se revela uma verdadeira Hydra, a AORWatchTower aponta o caminho para o texto facilmente encontrável no cachê do Google, clicando aqui..

Se Falaschi e Bianchi tem o direito de se defender de seja lá o que os ofendeu, o público que consome material de suas bandas e que admira ambos como músicos tem o mesmo direito em saber qual o posicionamento público de ambos frente a vergonha que foi o Metal Open Air, já que tanto Falaschi quanto Bianchi são nomes de respeito dentro do cenário metal no Brasil.

Se manifestaram via Twitter e agora não querem que se fale sobre o assunto???

A AORWatchTower é apenas um blog. Eu não sou jornalista e nem pretendo. Sou apenas um aficcionado por rock e acho que esse é o momento de avaliarmos muita coisa quando o assunto for qualquer tipo de evento da mesma natureza que foi o Metal Open Air.

Mas apoiar publicamente um evento enquanto ele poeria dar certo, para depois se esconder quando a coisa dá errada, não é nada louvável. E pior é ameaçar quem joga luz na sujeira. Essa é uma atitude covarde.

Recomendo que todos os leitores baixem o texto, leiam com atenção e tirem suas próprias conclusões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...