sexta-feira, 6 de abril de 2012

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Hoje eu atendo vários pedidos de muitas nibelungas e nibelungos, que há algum tempo me pedem que resenhasse o primeiro álbum que comprei, aquele que deu início ã minha coleçào e que me serviu de passaporte para o universo dos bons sons. Pois bem, quem sobreviveu a década de 80 lembra perfeitamente das excelentes capanhas publicitárias criadas para os venenosos cigarros Hollywood. Em uma época onde o produto era apresentado em comerciais que se passavam em locais mais sofisticados, o Hollywood focava a geração mais jovem e apostou pesado em cenas de esportes e muita música de alta qualidade. Para um moleque de 10 anos (naquela época) a combinação foi matadora!!! Mas cabe aqui uma ressalva: Juba.San nunca fumou coisa alguma, caríssimas e caríssimos. Na verdade, odeio cigarro e afins, se é que vocês me entendem.

O lado A do álbum abre com a destruidora "Breaking All The Rules", um dos hinos do AOR inetrpretado pelo legendário Peter Frampton. Não há muito que se possa falar sobre essa canção já que ela é conhecida e reverenciada nos quatro cantos da galáxia, por isso merece volume mais que máximo sempre que possível!!! Em seguida surge outro petardo: "Only Time WIll Tell", da Asia, mais um hino do universo AOR. Com os inconfundíveis vocais de John Wetton, essa canção sobreviveu as várias mudanças de vocalista que a banda sofreu e permanece obrigatória no setlis da banda. A introdução dos teclados de Geoff Downes é uma das mais reconhecidas no mundo do rock, sem dúvida. Volume máximo mais uma vez, e deixe assim porque as guitarras matadoras de Neal Schon abrem caminho para "Stone In Love", um dos hinos do Journey. Essa é uma das canções que mais curto na carreira da banda e tem uma das mais marcantes interpretações de Steve Perry, na minha modesta opinião. Seguimos com o REO Speedwagon e a bacanérrima "Keep The Fire Burning", rocker absolutamente radio friendly e com aquela melodia grudenta e bem trabalhada que a badna tão bam saba fazer, alé de contar com os excelentes vcoais de Kevin Cronin. O volume continua nas alturas e assim deve permanecer porque Frankie Sullivan ataca com o riff arrepiante que apresenta a histórica "Eye Of The Tiger", mais uma canção clássica e que dispensa qualquer tipo de comentário. Gosto muito da interpretação de Dave Bickler  nessa canção que é, sem dúvida alguma, o cartão da visitas do Survivor até hoje.

Mas calma, ainda temos o lado B...

O "outro lado" do álbm começa com "Play The Game Tonight", um dos maiores clássicos do Kansas. A melodia e o arranjo são arrepiantes e essa canção permanece como um dos pontos altos na carreira da banda por razões óbvias. Seguimos em frente com "Hold On", uma das canções mais conhecidas do versátil Devadip Carlos Santana. Apesar de ser uma cação muito bacana - e da qual gosto bastante - ela soa absolutamente deslocada dentro da aparente proposta do álbum, uma vez que o material predominante é o AOR. A mesma situação se repete com a bacana "Every Little Thing She Does Is Magic", um dos clássicos do The Police que não se encaixa dentro do tracklist, infelizmente. Se o objetivo era tornar o álbum "eclético", posso dizer que falharam nessa tarefa, já que simplesmente enfraqueceram o conjunto todo. Ainda temos "Rosanna", talvez o maior clássico do Toto na reta final do álbum. Mais uma canção que dispensa absolutamente qualquer comentário e que merece muita atenção, especialmente a linha de bateria do genial Jeff Porcaro. E a viagem pelos bons sons termina com "All For A Reason", bela canção do Alessi mas que também não se encaixa muito bem no tracklist, já que essa canção é, essencialmente, um westcoast.

 Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Isto É Hollywood" retrata uma época de ouro do AOR. Fica evidente a alta qualidade das canções selecionadas para compor a maior parte do tracklist, já que todas elas sobreviveram ao implacável teste do tempo. E apesar de todas essas canções serem facilmente encontradas, essa coletânea nunca foi oficialmente lançada em CD. Tenho o meu disco guardado como o Tio Patinhas guardava sua moeda #1 e o colocarei confortavelmente em uma moldura de vidro que ficará exposta em meu estúdio. Se você não conhece alguma dessas canções, não sabe o que está perdendo...

VARIOUS ARTISTS - Isto É Hollywood
Released in 1982 via Epic Records
Cat. #144774 (Vinyl Pressing Only)

Side A
01 Breaking All The Rules - Peter Frampton
02 Only Time Will Tell - Asia
03 Stone In Love - Journey
04 Keep The Fire Burning - REO Speedwagon
05 Eye Of The Tiger - Survivor

Side B
01 Play The Game Tonight - Kansas
02 Hold On - Santana
03 Every Little Thing She Does Is Magic - The Police
04 Rosanna - Toto
05 All For A Reason - Alessi

Um comentário:

DEEMON disse...

Putz cara, eu tenho esse lp. Essa é uma das grandes coletaneas dos anos 80. Me da arrepio quando escuto esse vinil...coisa linda. Muito bem lembrado por você amigo.

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...