sexta-feira, 19 de julho de 2013

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Quem conhece a carreira do Bon Jovi deve lembrar da época em que a banda fazia música de qualidade com consistência, o que não vem mais acontecendo desde meados da década de 90. E contrariando a grande maioria dos fãs que os caras ainda tem, eu tenho o irretocável "New Jersey" como meu álbum favorito dos caras, talvez porque os primeiros shows que eu tenha assistido tenham sido, justamente, os que promoveram o trabalho. E naquela época em comprava tudo o que encontrava dos caras, e um dos singles que eu mais curto é o de "Living In Sin", uma das melhores canções do já citado álbum e também uma das músicas que mais me agradam na discografia da banda.

E como não poderia deixar de ser, "Living In Sin" (assista ao vídeo aqui) é a primeira canção no tracklist. O arranjo envolve o ouvinte desde o início com o teclado em primeiro plano, acompanhado pela guitarra ocasional que surge logo em seguida. O andamento é bem construído e a transição entre versos e bridges é excelente, além do refrão explosivo e marcante, trazendo backing vocals na medida certa. Ainda, Mr. Sambora capricha no solo que só agrega qualidade ao que já era acima da média. Belíssima canção que merece múltiplas audições no volume máximo.

"Love Is War" é uma canção composta em 1989 e um radio friendly rocker muito bacana, com guitarras em primeiro plano e arranjo bastante tradicional, o que certamente agradou aos fãs da banda, mas não somente à eles. E acredito que essa canção funcione tão bem porque não foi incluída em nenhum álbum do Bon Jovi, já que apesar de bacana, não é nada capaz de fazer o papa-léguas se entregar ao coiote. Mas é bacana e recomendo múltiplas audições dessa canção.

Bon Jovi, circa 88: Sambora, Torres, Bon Jovi, Bryan e Such
Seguimos com a versão ao vivo para "Blood On Blood", um dos grandes sucesso da banda que conta com guitarras e teclados na linha de frente, acompanhados pela bateria frenética de Mr. Torres e pelo baixo sempre discreto de Mr. Such. Inclusive, ma agrada muito o trabalho de Tico Torres nessa canção. Com arranjo mais dinâmico e métrica mais trabalhada, essa canção é bem maior do que a média (excedendo os 6 minutos) mas ainda assim, era uma das preferidas dos fãs. A alternância no arranjo na segunda parte da canção é bem colocada e dá sobrevida ao refrão que é marcante por si só. Outra grande canção que merece volume máximo, assim como a versão acústica para "Born To Be My Baby", um dos maiores sucessos do Bon Jovi. Apesar de ter o arranjo quase que totalmente alterado, a canção não perde a energia e revela detalhes muito bacanas da sua estrutura melódica. Como sempre, Richie Sambora apavora e mostra que com violões ou guitarras, ele dá conta do trabalho. Andamento mais cadenciado e o refrão mais contido não alteraram a potência dessa canção que, sem dúvida alguma, é um dos grandes clássicos da banda em qualquer formato.

Em resumo, nibelungas e nibelungos, "Living In Sin" é um single que agradará à fãs e/ou entusiastas da época em que o Bon Jovi fazia músicas que me convenciam. Não vou comparar a banda da década de 80 com a de hoje porque os momentos são absurdamente diferentes e a discussão se estenderia muito, já que há muito o que ser considerado. Mas enfim, se você quiser uma viagem aos gloriosos tempos da banda, esse single certamente lhe trará boas lembranças e uma saudável dose de bons sons.

BON JOVI - Living In Sin CDS
Released in 1990 via Nippon Phonogram Co. Ltd. Tokyo
Cat. # PPDM-1006

Tracklist
01 Living In Sin
02 Love Is War
03 Blood On Blood (Live)
04 Born To Be My Baby (Acoustic)

Lineup
Jon Bon Jovi: vocals
Richie Sambora: guitars, backing vocals
Tico Torres: drums, percussion
David Bryan: keyboards, backing vocals
Alec John Such: bass

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...