sexta-feira, 21 de março de 2014

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Os britânicos do FM não tem perdido tempo no estúdio e, depois de nos brindar com dois álbuns em 2013, a banda já prepara o terreno para mais novidades, começando com "Futurama", E.P. que chegará às lojas no final do mês com nada menos que 11 faixas, sendo quatro inéditas e outras sete gravações ao vivo, incluindo canções mais clássicas e outras mais recentes. E como tem apostado no formato dos E.P.'s para promover seus álbuns  - assim como aconteceu em 2010 e 2012 - o FM caprichou mais uma vez.

A primeira canção é "Futurama", envolvente introdução instrumental focada nas guitarras e que abre caminho para "Cold Hearted", rocker bem cadenciado e que alterna uma sonoridade mais suave nos versos com outra mais pesada no refrão, onde Mr. Overland solta seus inconfundíveis vocais. Gostei muito do arranjo e destaco o solo infernal de Mr. Kirkpatrick. Uma belíssima canção que merece múltiplas audições. Já "Bad That's Good On You" tem aquela atmosfera radio friendly que o FM faz tão bem, com as guitarras criando uma base crescente, costurada por teclados discretamente distribuídos e contando com um refrão explosivo e grudento. Canção que vai direto ao ponto, do jeito que os deuses dos bons sons gostam. Outro grande momento que merece sua atenção em múltiplas audições, sempre com volume máximo e janelas abertas.A última inédita do E.P. é "Preying On My Mind", balada que tem um arranjo absurdamente intimista, onde guitarras acústicas são acompanhadas por backing vocals ao longo dos versos, além de teclados em segundo plano e um baixo que pontua o conjunto de maneira precisa. O refrão é delicado e marcante, e a melodia transborda bom gosto. Possivelmente, esse seja o grande momento do E.P.. Ouça sem moderação e tire suas próprias conclusões.

Na área das canções ao vivo, a primeira é a arrasadora "Tough Love", com seu riff contagiante e arranjo crescente. A banda, precisa como sempre, acerta em cheio com uma interpretação impecável onde tenho que destacar os inconfundíveis vocais de Steve "The Satanic Viking" Overland. Bela canção para abrir a sessão 'ao vivo' do E.P., que tem sequência com a destruidora "All Or Nothing", um dos rockers mais emblemáticos da segunda fase da carreira da banda. Apesar da ausência do infernal Andy Barnett, me agradou muito o trabalho de Jim Kirkpatrick nas guitarras, que com sua técnica diversa conferiu nova sonoridade à canção. Vale a pena aumentar o volume e conferir s em medo!!! E falando em canções emblemáticas, o que falar da maravilhosa "Closer To Heaven"??? Uma das mais lindas baladas do FM ganha uma interpretação carregada daquela energia que somente os palcos são capazes de prover. Mr. Kirkpatrick acerta em cheio no solo, assim como Jem Davis merece destaque por seus teclados precisos. Já em "Crosstown Train" as guitarras ganharam mais destaque e isso me agradou muito. O sempre ótimo Pete Jupp também conferiu um pouco mais de peso à bateria e isso me agradou ainda mais. De resto, a versão ao vivo não apresenta muitas novidades e isso pode parecer um ponto negativo para muitos, mas confesso preferir 'mais do mesmo' com qualidade do que experimentalismos irresponsáveis. Enfim, mera opinião pessoal...

FM circa 2014: Jupp, Kirkpatrick, Overland, Davis e Goldsworthy
A reta final do E.P. reserva duas canções absolutamente capazes de fazer vampiros doarem sangue: a primeira delas é "Story Of My Life", mid-pacer maravilhoso e que ganhou uma linda versão ao vivo. A canção é toda interpretada apenas por Mr. Overland, acompanhado por Mr. Davis e seus teclados, responsáveis pela atmosfera intimista e envolvente. É uma releitura que remete ao que o FM já havia feito com "Closer To Heaven" na década de 90 e com resultado altamente positivo. Uma bela surpresa e uma versão incrível, que é seguida pela descomunal "Breathe Fire", que rende muito ao vivo. A banda mostra toda a sua qualidade e versatilidade, mas destaco Mr. Kirkpatrick, sempre preciso nas guitarras, e Mr. Jupp espancando a bateria com classe. Satisfação garantida!!! Chegamos ao fim do E.P. com o 'extended mix' de "Cold Hearted", onde uma nova introdução, loops da bateria, samplers e outros efeitos foram  adicionados, mas sem comprometer a versão original. Na verdade, acho que a tornaram ainda mais interessante. Recomendo múltiplas audições no volume máximo.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Futurama" vem ratificar a nova direção que o FM vem tomando desde "Metropolis", onde o AOR abraça o AC Rock de maneira quase plena, mantendo o equilíbrio entre as duas vertentes. É claro que os fãs mais xiitas sentem falta da sonoridade clássica de álbuns obrigatórios como "Indiscreet" e "Tough It Out", ou do clássico "Aphrodisiac", mas o fato é que o FM atingiu um nível na carreira onde se permite fazer o que quer. Mas mais importante que a mudança é a manutenção da qualidade em seus álbuns, um fator que está sempre presente e de maneira inquestionável. O FM continua firme em seu caminho, mantendo a tradição de belos trabalhos que foi iniciada em 1986. E "Futurama" se enquadra nessa tradição com facilidade. Material mais que recomendado...

FM - Futurama
To be released on March 31st, via Membran
Cat. # 233839

Tracklist
01 Futurama
02 Cold Hearted
03 Bad That's Good On You
04 Preying On My Mind
05 Tough Love (Live)
06 All Or Nothing (Live)
07 Closer To Heaven (Live)
08 Crosstown Train (Live)
09 Story Of My Life (Live)
10 Breathe Fire (Live)
11 Cold Hearted (Extended Mix)

Lineup
Steve Overland: vocals, guitars
Pete Jupp: drums, vocals
Merv Goldsworthy: bass, vocals
Jim Kirkpatrick: guitars, vocals
Jem Davis: keyboards, vocals

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...