segunda-feira, 28 de abril de 2014

MOTHER ROAD VEM AÍ!!!

Mother Road debuta com qualidade de sobra em álbum maduro
Sempre curti demais os álbuns da Steelhouse Lane não apenas pela sonoridade da banda, mas principalmente pelos excelentes vocais de Keith Slack, um cara que merece muito mais reconhecimento do que lhe é dado. Por isso, um dos promos que eu mais aguardava nesse ano era "Drive", álbum de estréia da Mother Road, nova empreitada de Slack e que vem gerando curiosidade nos amantes dos bons sons.

Pois bem, posso lhes adiantar que "Drive" é um álbum prá gente grande. Se a sua preferência é por sonoridades rebuscadas, arranjos elaborados, flores na janela e melodias suaves para embalar os domingos rosados das menininhas virgens, a Mother Road não vai lhe agradar.

Isso porque a banda pratica um hard blues rock poderoso, rico em sua simplicidade e com uma sonoridade direta e sem rodeios. Não bastasse tudo isso, a banda ainda conta com os já citados excelentes vocais de Mr. Slack e isso faz uma tremenda diferença no resultado final.

Sendo a sonoridade bastante definida e sem atirar para todos os lados, o álbum tem identidade e deixa claro para o ouvinte, desde cedo, o que ele vai encontrar.

Isso fica claro em "The Sun Will Shine Again", rocker descomunal que abre o álbum e que serve de referência para as outras dez canções que compõe o tracklist. A levada contagiante do rocker "Feather In Your Heart" remete à sonoridade 70's que a banda adotou sem reservas, assim como acontece na excelente "Drive Me Crazy", com sua linha de baixo em primeiro plano cortesia do ótimo Frank Binke) e guitarras pontuais.

Outra canção que merece destaque é a arrasadora "Out Of My Mind", rocker arrastado e envolvente, onde Mr. Slack entrega uma de suas melhores perfomances, mas vale também destacar "These Shoes", balada que não é difícil imaginar sendo interpretada pelo Whitesnake nos anos 70. E não há como ficar indiferente à maravilhosa "Dangerous Highway", rocker arrebatador e que aponto como sendo o grande destaque do álbum, onde Alessandro Del Vecchio acerta em cheio com seu órgão Hammond e o guitarrista alemão Chris Lyne destila doses letais de guitarra.

Merecem destaque, igualmente, os rockers "Poor Boy (Long Way Out)" e "Dirty Little Secret", mas faço uma menção honrosa à "Blue Eyes" e "Still Rainin'", ambas espetaculares.

Em resumo, se você tem a cabeça mais aberta à sons que não sejam exclusivamente AOR/Melodic Rock, e se gosta de alguma coisa da década de 70, acredite, a Mother Road vai te surpreender com um álbum maduro, consistente e com muita, mas muita qualidade.

"Drive" chegará às lojas no dia 23 de Maio, via AOR Heaven.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

STEPHEN PEARCY DIZ QUE O NOVO ÁLBUM DO RATT SERÁ "MUITO DIFERENTE" DE SEU ANTECESSOR

O veterano Stephen Pearcy, circa 2017 E o antecessor foi "Infestation" , de 2010. Nesse meio tempo, vale lembrar a briga judi...