sexta-feira, 11 de abril de 2014

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA


O Cheap Trick é uma verdadeira instituição do rock norte-americano, tendo quase quatro décadas de bons serviços prestados ao rock'n roll. É bem verdade que a banda não é uma unanimidade entre os amantes dos bons sons, já que eles experimentam bastante e o resultado nem sempre agrada. Entretanto, em meados da década de 80, o quarteto investiu em trabalhos mais 'radio oriented' que, pessoalmente, me agradam demais. Essa direção teve seu auge com o arrebatador "Busted", lançado em Junho de 1990 e de onde o single "Wherever Would I Be?" foi retirado. Tendo a assinatura da renomada Diane Warren, a canção ganhou uma magistral interpretação do Cheap Trick e o resultado foi a posição #50 no Billboard Hot 100, marcando a última vez que a banda figurou nessa lista. Merecia muito mais...


"Wherever Would I Be?" é uma linda balada (assista ao vídeo aqui), cuja introdução acústica é logo interrompida por um teclado suave, que anuncia a evidente chegada da bateria e do baixo. O arranjo é bastante comum para esse tipo de canção, mas a interpretação do Cheap Trick confere energia e brilho ao material, especialmente no refrão (onde Robin Zander expande nos vocais) e no excelente solo de guitarra do genialmente maluco Rick Nielsen. Um belíssimo momento na carreira da banda, mesmo com os fãs mais xiitas torcendo o nariz para essa fase. Azar deles...

Em seguida temos "Busted", rocker com a mesma inclinação radio friendly, mas que lembra - mesmo que de longe - a sonoridade mais conhecida do Cheap Trick. Com bateria e guitarras na linha de frente, o arranjo frenético envolve o ouvinte e o coloca em um caminho linear (musicalmente falando), mas bastante dinâmico e divertido, apesar de relativamente previsível. Gosto muito das b-sections e do refrão vergonhosamente simples (mas muito eficiente), que fica ecoando na cabeça por dias. Grande canção para ser ouvida em um dia ensolarado, na estrada e com as janelas abertas.

Cheap Trick, circa 1990: Zander, Nielsen, Petersson e Carlos
Em resumo, nibelungas e nibelungos, o Cheap Trick tem muito mais a oferecer do que apenas "The Flame", tanto antes quanto depois dela. Repito que a sonoridade da banda nunca foi muito definida, mas em vários momentos eles acertaram em cheio e a fase compreendida entre meados dos anos 80 até meados da década de 90 me agrada demais. No meio de tudo isso, "Wherever Would I Be?" desponta como um ótimo momento, mostrando que o flerte do Cheap Trick com o rock mais comercial poderia ter rendido muitos outros momentos prá lá de agradáveis. Material muito mais que recomendável...

CHEAP TRICK - Wherever Would I Be? Promo CDS
Released in 1990 via Epic/Sony Records (Japanese Pressing)
Cat. # ESDA 7048

Tracklist
01 Wherever Would I Be?
02 Busted

Lineup
Robin Zander: vocals
Rick Nielsen: guitars
Tom Petersson: 12-string bass
Bun E. Carlos: drums

Guest musician
Kim Bullard: keyboards

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...