segunda-feira, 5 de maio de 2014

BOBBY BLOTZER SE PRONUNCIA SOBRE A SAÍDA DE STEPHEN PEARCY DO RATT

Blotzer dá o tapa e assopra ao mesmo tempo
Na semana passada, Stephen Pearcy anunciou "mais uma" saída do Ratt e o baterista Bobby Blotzer se cansou de tanto mimimi e soltou o verbo contra o ex-vocalista da banda.

Em entrevista concedida ao That Metal Show, o baterista disse: "Tudo o que ele fala são mentiras, ilusões. E tenho duas páginas cheias de notas dele que refutam qualquer coisa que ele disse. Ele é muito destrutivo".

Blotzer continuou: "Eu não estou aqui para dizer 'Stephen é um babaca, um canalha - mas ele é, basicamente. Há um lado muito bom do Stephen, que eu adoro. Nos damos muito bem na estrada. Mas ele não sabe como trabalhar em equipe, não funciona em conjunto".

O baterista ainda afirmou que sempre foi difícil reunir Pearcy com os outros integrantes da banda para reuniões, alegando que "ele vai mais ao dentista do que os dentistas vão à seus consultórios".

"Ele nos torturou, nos manteve reféns por anos. Ele cancelou shows, cancelou tours. Ele não entra em um avião se não houver um adiantamento do dinheiro referente aos shows", revelou Blotzer.

Finalmente, Blotzer disse não acreditar que a banda continue a se apresentar com o nome de Ratt, já que o guitarrista Warren DeMartini - que é um dos proprietários da marca, junto com o baterista - não quer usá-lo sem a presença de Pearcy. 

"Warren pensa como eu: não faremos nenhuma tour a menos que a banda esteja completa. Mas não demos o nome à Stephen porque não podemos confiar nele. Não queremos acabar em um tribunal, como aconteceu em 2002, quando ganhamos os direitos sobre a marca", disse Blotzer.

Mas uma reunião não está descartada. Disse Blotzer: "Se eu quero Stephen na banda? Claro, quero o Stephen 'bacana' na banda".

E eu reforço minha tese sobre a novela mexicana desses caras. Quem viver, verá...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Existem várias bandas por aí que buscam emular os excelentes sons do Toto , mas poucas conseguem resultados satisfatórios, ainda mais qua...