sexta-feira, 27 de junho de 2014

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Ressurgindo das cinzas da Southern Death Cult, o The Cult se estabeleceu como uma das forças do rock britânico na segunda metade da década de 80. Mesclando temas como o espiritismo e misticismo, envoltos em uma poderosa mistura sonora que continha orquestrações influenciadas por Led Zeppelin, a psicodelia do The Doors e sua própria origem pós-punk, a banda se destacava dentre outras tantas que buscavam afirmação no mercado. Com o lançamento do clássico álbum "Love" - em 13 de Outubro de 1985 - o The Cult foi catapultado para a estratosfera, apoiado na arrasadora "She Sells Sanctuary". O single tentou abrir caminho para que o a banda tentasse invadir o mercado norte-americano, mas era necessário manter a porta aberta e, quatro meses depois, "Rain" assumia a missão. E apesar do pouco sucesso na terra do Tio Sam, a canção se tornaria um clássico na discografia da banda.

A empolgante "Rain" (assista ao vídeo aqui) é um rocker com a sonoridade bastante característica do The Cult, onde a guitarra tem destaque, mas não se sobressai de maneira absoluta. Prova disso é a pulsante linha de baixo que impulsiona a canção, acompanhada pela bateria discreta, mas sempre eficaz. Os vocais de Mr. Astbury são absolutos e impõe respeito em qualquer trecho, mas é claro que no refrão seu efeito é mais evidente. Me agrada demais o andamento dessa canção, assim como o arranjo caprichado que privilegia as b-sections em tirar força do refrão. Uma excelente canção que vem sendo executada pelo The Cult em seus shows desde que foi lançada e que se firmou como um dos grandes clássicos da banda. Múltiplas audições no volume máximo são recomendadas...

Em "Little Face" temos outro rocker com as mesmas características apresentadas em "Rain": a guitarra em primeiro plano, acompanhada de um baixo bastante evidente e com a bateria marcando presença de maneira discreta. O arranjo é despojado, o que confere mais energia à canção. O andamento segue a cartilha da banda, mas isso está longe de ser um demérito. E mais uma vez, os poderosos vocais de Mr. Astbury fazem toda a diferença. Com métrica bem cortada e um refrão contagiante, essa canção figura entre as minhas favoritas na discografia do The Cult e merece a sua total atenção.

The Cult, circa 1985: Duffy, Preston, Astbury e Brzezicki
Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Rain" é uma daquelas canções que precisa de apenas uma audição para lhe cativar... ou não. Uma das grandes qualidade do The Cult foi fazer muito com pouco e seus álbuns - especialmente entre 1985 e 1987 - deixam isso claro. Com talento de sobra, a guitarra precisa de Billy Duffy trabalha em absoluta harmonia com os vocais arrasadores de Ian Astbury, uma mistura que se prova perfeita a cada álbum lançado. Se você não é familiarizado com a discografia do The Cult, sugiro que siga a ordem cronológica de seus trabalhos para ter um entendimento melhor de como a banda forjou sua sonoridade e como se adaptou ao longo dos anos. Se você já conhece o som dos britânicos, sabe que "Rain" é uma se destaca entre os inúmeros sucessos da banda. Material mais que recomendado...

THE CULT - Rain (7" Single Japanese Pressing)
Released in 1985 via Nexus International
Cat. # K07S-7066

Tracklist
Side One
01 Rain
Side Two
01 Little Face

Lineup
Ian Astbury: vocals
Billy Duffy: guitars
Jamie Stewart: bass, keyboards, backing vocals
Mark Brzezicki: drums

Um comentário:

Diógenes Soares disse...

Eis uma banda com identidade própria do cenário 80's com uma sonoridade singular. 'Mezzo gothic, mezzo hard' com álbuns excelentes como o Love, Sonic Temple e Ceremony. Ótima lembrança!

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Existem várias bandas por aí que buscam emular os excelentes sons do Toto , mas poucas conseguem resultados satisfatórios, ainda mais qua...