sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

EXCLUSIVO TRACK-BY-TRACK DE "TRANSITION", O NOVO ÁLBUM DO OSUKARU

Arte do novo álbum dos suecos do Osukaru
Os suecos do Osukaru tem em "Transition" - seu novo trabalho que chegará às lojas em Março - o retorno ao AOR que os revelou de maneira surpreendente no início da década. Contando com algumas mudanças no lineup, a banda aposta alto no novo projeto e promete impactar os amantes dos bons sons com o material que inclui canções inéditas e regravações. Com isso em mente, contatei o amigo Oscar Petersson e lhe pedi um "track-by-track" do que o álbum nos trará.

Eis o resultado...

As novas canções

Arrows: Essa canção é sobre um cara que tenta conquistar uma garota usando todos os clichês. Eu tive a ideia enquanto passeava pelos canais na tv e "Grease 2" estava passando em um deles. Musicalmente, é um AOR com groove poderoso, com um leve toque sleaze. Soa como uma mistura entre Strangeways e Def Leppard.

Strangled Emotions: Para esse álbum, Fredrik Werner e eu queríamos um pop rock que fosse simples e direto, algo como uma sequência de "Change Of Heart". O resultado foi essa canção, que traz fortes influências de Lou Gramm e Richard Marx com anabolizantes.

Edge Of A Broken Heart: Apesar do nome, essa canção não fala de amor. Na verdade, trata do abuso de drogas e como o mundo reage à quem as usa, Musicalmente, entretanto, é um AOR bastante melódico, com uma veia power pop na linha de Robin Beck e Vixen. Os solos dessa canção foram tocados por Janne Stark, do Grand Design.

Play: Rocker instrumental onde todos na banda brilham por um minuto. Druante a última parte da canção, a direção muda com Cecilia Camuii mostrando seu talento e inclinação para a ópera, resultando em algo como Diesel misturado com Nightwish.

Blinded Eyes: Osukaru em versão progressiva. Na verdade, essa canção é bastante especial. É sobre nossa mascote vendada que aparece na capa e arte do álbum. Há tempos eu pensava em compor uma canção sobre essa personagem, mas quando Cecilia assumiu a figura percebi que era a hora certa. A canção é um pouco mais pesada e progressiva do que qualquer coisa que já fizemos e o foco é a música. Queríamos que ela soasse como uma aventura. Enquanto estava compondo, fui influenciado por bandas como Yes, Asia, Styx e Dream Theater, assim como por filmes épicos e trilhas sonoras de video games,

FM Rocks 98.5 (Redux): É uma releitura da intro que gravamos para nosso primeiro E.P. "GNG2LA", com Ryan Cole interpretando o DJ Roxy. É uma maneira divertida de separar as canções inéditas das regravações e também uma maneira de mostrar aos fãs que não esquecemos nosso passado.

As regravações

Tell Me You'll Stay: Essa canção já foi regravada algumas vezes antes, mas em cada uma delas há algo errado. Ou a letra estava gramaticalmente incorreta ou a interpretação não foi boa o suficiente. Dessa vez, acredito que acertamos em cheio!

Out Of Touch: A versão que gravamos para "GBG2LA" não nos agradou totalmente. Não soou pesada nem sexy o suficiente. É um rocker cru e bluesy e temos que tratá-la assim. Dessa vez, conseguimos.

Mafia Rules: Essa canção tinha muito potencial, mas fracassou em "Triumphant", então tivemos que atualizar o som e rearranjar algumas partes para torná-la maior e mais dinâmica. Ainda, dessa vez contamos com os convidados Jules Millis (vocalista da White Widdow e Tigertailz) e Erik Heikne (da Miss Behaviour), que gravou um solo de guitarra de primeira classe.

Promised Land: Amo essa canção e tenho muito orgulho dela, mas por algum motivo não suporto a versão original. Dessa vez corrigimos o necessário e agora ela soa como deveria.

As bonus tracks

City Lights (Funly Soul Edit) (Exclusiva de versão CD): Nosso A&R na City Of Light Records queria, de alguma maneira, que incluíssemos essa canção no álbum. Já que a versão original é boa o suficiente, decidimos fazer uma releitura e tentar algo novo. O resultado é um funk e soul 70's com uma aura da Motown. É incrível!

Change Of Heart (Alternate Psych Edit) (Exclusiva da versão digital): Já que tínhamos outra gravadora responsável pelo lançamento do álbum em formato digital, eles também quiseram uma canção exclusiva. Procurei em meus arquivos e encontrei uma versão inédita de "Change Of Heart", gravada em 2010. Era uma versão bastante lenta, profunda e pesada, a qual decidi regravar e usá-la como a bonus track digital.

Bem, enquanto conversava com Oscar, ele me enviou duas canções e posso atestar, indubitavelmente, que "Edge Of A Broken Heart", "Mafia Rules" e "Blinded Eyes" entregam exatamente o que foi descrito. Todas carregam aquele "punch" que buscamos desavergonhadamente no AOR, mas com uma sonoridade que traz peso aliado à melodia. 

Ainda, tenho que ressaltar a melhora assombrosa de Cecilia Camuii como vocalista. E a julgar pelas duas canções que ouvi, "Transition" já em enche de curiosidade!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...