sexta-feira, 12 de junho de 2015

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Se existe um lugar que surpreende pela quantidade de excelentes bandas e artistas que permanecem virtualmente desconhecidos no resto do planeta, esse lugar é a Austrália. Enquanto os mais preguiçosos se contentam com os - excelentes - sons de bandas notórias, como Icehouse, INXS e Midnight Oil, muita coisa bacana acaba ficando fora do radar. 

E esse é meio que o caso do Pseudo Echo. Digo "meio" porque a banda teve seus 15 minutos ao sol enquanto praticava um pop similar a tudo que havia entre 1981 e 1985. Mas três anos depois, a banda resolveu investir no famigerado mercado norte-americano e, para tanto, mudou radicalmente a direção musical que habitualmente seguiam, deixando os sintetizadores de lado e centralizando suas canções em guitarras mais evidentes. Graças aos deuses, o resultado foi "Race", um álbum repleto do melhor radio friendly rocker que a terra dos cangurus poderia gerar. O single de lançamento já havia deixado uma boa impressão e para solidificar essa nova imagem mais três canções foram escolhidas.

A empolgante "Fooled Again" (assista ao vídeo aqui) é um rocker de estrutura simples, mas muto eficaz ao pontuar a base de guitarra com teclados ocasionais, o que confere um brilho extra ao que já era ótimo. Gosto muito da métrica e do refrão cativante, característico do melhor que o radio friendly rocker costuma oferecer.

Em seguida temos "Take On The World" (assista ao vídeo com a versão ao vivo aqui), rocker com arranjo um pouco mais elaborado e teclados com mais espaço, mas sem tirar nada do que as guitarras deveriam ter. Com b-sections crescentes e um refrão extremamente marcante, essa canção é uma das minhas preferidas e dá uma boa ideia da sonoridade adotada pela banda.

Pseudo Echo, circa 1989: Brian, Pierre, Vince e James
Finalmente, "Runaways" mostra mais equilíbrio entre guitarras e teclados nesse rocker envolvente e cuja simplicidade do arranjo só é disfarçada pelas linhas de teclado. Com métrica mais dinâmica e b-sections suaves, além de um refrão matador, essa canção ganha sua atenção pela sua simplicidade quase preguiçosa, mas que se revela um radio friendly rocker de arrepiar os cabelos.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, se você conhece qualquer material do Pseudo Echo lançado antes de 1989, desconsidere o que sabe. A mudança de ares fez muito bem à sonoridade pasteurizada que os tornou conhecidos mundo afora e deixou claro que a banda era capaz de fazer mais - e melhor - do que estávamos acostumados a esperar deles. Os vocais de Mr. Canham eram perfeitos para esse radio friendly rocker e foi uma pena o Pseudo Echo não ter investido antes nessa sonoridade. E se os bons sons que a banda criou no final da década de 80 ainda não figuram em sua sua coleção, você precisa retificar esse erro.

PSEUDO ECHO - Fooled Again CDS
Released in 1989 via EMI Records Australia Pty.
Cat. # CDED 385

Tracklist
01 Fooled Again
02 Take On The World
03 Runaways

Lineup
Brian Canham: vocals, guitars
Vince Leigh: drums, backing vocals
James Leigh: keyboards, backing vocals
Pierre Gigliotti: bass, backing vocals

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...