sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

A Drive, She Said surgiu no final da década de 80 com seus teclados e guitarras impulsionando melodias cativantes e cheias de energia, criadas por Mark Mangold e Al Fritsch. Na época, mal sabíamos nós que o primeiro álbum da dupla apenas preparou o terreno para o clássico "Drivin' Wheel", trabalho que elevou drasticamente a qualidade do material criado por Mangold e Fritsch. E para promover o álbum foi lançado o single "Think Of Love", que dava ao ouvinte uma boa ideia do que o álbum continha.

"Think Of Love" é um mid-pacer clássico, com baixo e bateria acompanhados por teclados na linha de frente. Andamento e métrica seguem o padrão que o AOR bem ensinou. Com b-sections crescentes e um refrão explosivo, essa canção mostra um pouco do vocal arrasador de Al Fritsch, simplesmente perfeito para o AOR. A segunda versão dessa canção é um pouco mais longa por conta da introdução e do fade out, ambos maiores, mas não apresenta nada além disso e, assim sendo, não acrescenta nada de novo. Entretanto, essa canção é um dos melhores registros da Drive, She Said e, por isso mesmo, merece volume máximo e nenhuma moderação.

"Drivin' Wheel" revela a face mais rocker da dupla, em uma canção desde o início impulsionada por teclados e acompanhada por guitarras. A bateria frenética é incorporada sem folgas no arranjo que cresce insistentemente até culminar em um refrão que, mesmo não tendo a carga de energia que um canção desse tipo pede, ainda assim é marcante. Confesso que não acho "Drivin' Wheel" uma maravilha, mas está longe de ser descartável. 

AlFritsch e Mark Mangold, circa 1991
Finalmente, "Love Has No Pride" se apresenta como uma daquelas baladas que só o AOR é capaz de produzir. Lançada em 1989 e escrita em parceria com Aldo Nova, essa canção tem um arranjo belíssimo, calcado em uma linha de baixo generosa e pontuada por teclados delicados, bastante característicos do estilo que tanto nos agrada. A interpretação de Mr. Fritsch mostra que ele sabe bem como usar seu vocal em qualquer tipo de canção. Enfim, mais um grande momento da Drive She Said que merece volume máximo.

Em resumo, caríssimos e caríssimas. o single de "Think Of Love" mostra a Drive, She Said em três momentos bastante distintos, o que já é atrativo suficiente. Mas confesso que adquiri esse material muito mais pelo aspecto documental que ele possui, sendo o segundo dos três singles que a banda lançou em toda a carreira. Seja como for, "Think Of Love" é um dos pontos altos na carreira da dupla Mangold/Fritsch e, por isso, merece toda a atenção dos amantes dos bons sons...

DRIVE SHE SAID - Think Of Love CDS
Released in 1991 via Music For Nations
Cat. #CDKUT 139

Tracklist
01 Think Of Love
02 Drivin' Wheel
03 Love Has No Pride
04 Think Of Love (12" Version)

Musicians
Al Fritsch: vocals, guitars, bass, keyboards
Mark Mangold: keyboards, drums, backing vocals

Guest musicians
Tony Bruno: additional guitars
Paul St. James: bass

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Existem várias bandas por aí que buscam emular os excelentes sons do Toto , mas poucas conseguem resultados satisfatórios, ainda mais qua...