segunda-feira, 25 de abril de 2016

EM ENTREVISTA EXCLUSIVA, ROBERT SÄLL FALA SOBRE O FUTURO DO WORK OF ART

Há dois anos os suecos do Work Of Art lançavam "Framework", seu mais recente álbum, amplamente aclamado pela crítica e fãs. Mas desde então, o trio desapareceu e nada mais se ouviu sobre eles. Pois na tarde de ontem, conversei com Robert Säll, o cérebro criador do Work Of Art. Falamos sobre o passado, presente e um possível futuro para a banda...

01 O Work Of Art lançou três álbuns excelentes, entre 2008 e 2014. Como você vê esse conjunto hoje em dia?

Robert Säll: Acredito que eles se sustentem muito bem. Obviamente, o primeiro álbum foi um grande aprendizado para nós, ao passo que o último trabalho foi gravado rapidamente porque, naquele momento, já havíamos aprendido como trabalhar no estúdio para obter a sonoridade que queríamos.

02 Qual foi o grande avanço na banda ao longo daqueles seis anos?

Robert Säll: Nós estávamos mais confortáveis fazendo o que fazíamos e, por isso, digo que o avanço foi a velocidade com que trabalhávamos, com mais confiança, especialmente no estúdio. O que é uma coisa boa porque, fora da banda, ao longo daqueles anos todos nós começamos famílias e nossa realidade mudou, já que não temos mais tanto tempo disponível para o Work Of Art como tínhamos seis anos atrás.

03 E isso me leva à pergunta que originou essa entrevista: qual é o status atual do Work Of Art? A banda realmente acabou ou está apenas em um hiato?

Robert Säll: Bem, muito provavelmente haverá um novo álbum do Work Of Art no futuro, mas levará algum tempo até que os trabalhos comecem. No momento, estamos nesse hiato, sendo pais de família e trabalhando em outros projetos mas cedo ou tarde haverá um novo álbum nosso.

04 Ótima notícia!!! Seria uma pena se a banda tivesse encerrado suas atividades. Mas você mencionou que estão trabalhando em outros projetos. O que pode nos falar a respeito?

Robert Säll: Bem, entre outras coisas, Lars está terminando de gravar vocais para o novo álbum da Lionville. Eu colaborei com algumas composições para aquele álbum. Lars e Herman estão fazendo coisas diferentes no momento. Eu estou compondo para um novo projeto da Frontiers que será anunciado no final desse ano. Fiquem ligados!

05 Já que você mencionou Lars, há tempos se ouvem rumores sobre um possível álbum solo. Há alguma verdade nesses rumores?

Robert Säll: Nenhuma.

06 Ok, vamos voltar ao Work Of Art... nos últimos anos, muitos álbuns tem sido relançados em edições especiais, edições de aniversário e coisas do gênero. "Artwork" completará um década daqui a dois anos. Você já pensou em lançar uma edição especial daquele álbum (ou de qualquer um dos três?)

Robert Säll: Não, eu não vejo como poderíamos fazer aqueles álbuns serem mais especiais para uma edição de aniversário. Na verdade, não há muitas sobras de estúdio que pudessem ser adicionadas ou coisas do gênero, mas se a Frontiers nos pedisse, certamente teríamos que criar alguma coisa. Mas acredito que isso não acontecerá.

07 Você quase respondeu minha próxima pergunta, que tratava justamente da existência de material inédito do Work Of Art...

Robert Säll: Na verdade, há algumas canções, mas todas incompletas porque, bem, são muito ruins! (Risos) E posso falar isso porque fui eu quem as compôs!

08 Tenho certeza que os fãs gostariam de poder julgar esse material...

Robert Säll:  Acredito que eles ficariam desapontados... mas quem sou eu para falar? (Risos)

09 É fato que o Work Of Art criou uma fórmula imbatível de criar músicas, testada e aprovada em seus álbuns. Então, vamos falar do próximo... quão diferente seria esse trabalho, musicalmente? E lhe pergunto isso porque acredito que as canções que você gravou no passado soariam diferentes se fossem gravadas hoje em dia.

Robert Säll: Pessoalmente, acredito que levamos o Work Of Art o mais longe que podíamos na direção que escolhemos, e se falarmos em um novo álbum, certamente teríamos que nos arriscar e fazer as coisas um pouco diferentes. Principalmente porque teríamos que fazer com que o material soasse novo e que fosse animador para nós. Acredito que gravar um quarto álbum soando como os outros três seria seguro, mas muito chato. Mas eu lhe prometo que vamos atingir as expectativas e criar um álbum com as canções que acharmos melhores e mais fortes. É assim que me sinto. Eu adoraria que o novo álbum mostrasse onde nos encontramos como músicos, atualmente.

10 Exatamente!!! Tenho conversados com amigos a respeito de bandas/artistas que vem lançando álbuns mais previsíveis. É muito triste ouvir ótimos compositores insistindo em sonoridades já desgastadas. Finalmente, o que você tem ouvido ultimamente e que pode nos recomendar?
Work Of Art: Herman Furin, Lars Säfsund e Robert Säll

Robert Säll: Para ser bem honesto, não tenho ouvido nada que me impressionasse em muito tempo. Eu até ouço muita coisa tentando me manter atualizado, mas nada se destaca. O que tem dominado minha atenção ultimamente são trilhas para cinema. Jerry Goldsmith e Alan Silvestri são dois dos compositores aos quais tenho me dedicado ultimamente. E para os fãs do AOR, recomendo os trabalhos que Vince DiCola gravou... são maravilhosos!!!

11 Pois é, essa mesmice generalizada faz com que todos soem como todo mundo. Talvez isso se deva ao fato de termos poucos produtores sendo responsáveis pela maioria do que chega ao mercado?

Robert Säll: Concordo absolutamente. Além disso, me canso muito facilmente. É por isso que eu sempre toquei e escrevi canções para estilos diferentes. O curioso é que, quando estou compondo para qualquer estilo além do AOR, depois de um tempo, acabo criando algumas das minhas melhores canções voltadas ao AOR. Acho que meu apetite de AOR aumenta quando retorno a compor naquele estilo.

12 Se expor a outros estilos funciona quase como uma desintoxicação, não é verdade? Deixar sua zona de conforto traz novas perspectivas para seu trabalho...

Robert Säll: Absolutamente correto!

13 Robert, quero lhe agradecer por me atender mais uma vez, e em um Domingo! É sempre um prazer falar contigo e lhe desejo muito sucesso em seus projetos. Ah, e vou começar uma contagem regressiva para o anúncio do novo álbum do Work Of Art. Muito obrigado uma vez mais...

Robert Säll: Estou sempre à disposição, meu amigo. Sempre um prazer falar com você. Um abraço...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

KEE OF HEARTS LANÇA PRIMEIRO VÍDEO

Arte do álbum de estréia do Kee Of Hearts Um dos projetos mais interessantes do ano - na minha modesta opinião - é o Kee Of Hearts que ...