sexta-feira, 13 de maio de 2016

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Os britânicos da Vega despontaram para o universo dos bons sons há seis anos e, de lá prá cá, lançaram três álbuns muito bacanas, mantendo uma sonoridade centrada em guitarras e teclados e impulsionadas pelos marcantes vocais de Nick Workman. Agora, a banda se prepara para o lançamento de "Who We Are", álbum que chega hoje às lojas e que deve fazer a alegria dos fãs mais entusiasmados e também trazer algumas preocupações para os mais críticos.

O álbum abre com "Explode", um rocker visceral que se encaixa muito bem no molde da Vega, como já ouvimos nos outros álbuns dos caras. Já o rocker "We Got It All" tem a cara da banda, com aquela sonoridade radio friendly bem contemporânea onde as guitarras sempre tem destaque, mas aqui o baixo também está na linha de frente ao longo dos versos, o que confere mais peso e um elemento envolvente a mais, além do tradicional refrão explosivo que também está presente na excelente "Every Little Monster", rocker bem cadenciado e com estrutura melódica mais tradicional, mas extremamente contagiante, com sua linha de baixo maiúscula e teclados discretamente onipresentes. E assim temos três destaques do álbum logo no início, mas ainda tem mais...

A ótima "Nothing Is Forever" é uma balada muito bacana, sem nenhuma surpresa e até previsível, mas que funciona perfeitamente, da mesma maneira que os rockers "White Flag" (refrão excelente) e "For Our Sins", esse último sendo mais cadenciado, mas com ótimas linhas de guitarra e baixo. Sem dúvida, outro destaque do álbum, assim como "Generation Now", rocker que tem início pouco promissor, mas que vai ganhando corpo aos poucos e se revela uma ótima canção.

Vega, circa 2016: Tom, Marcus, Nick, Daniel e James
Na reta final temos "Ignite", rocker bem bacana e cadenciado por uma linha pesada de baixo, além do excelente mid-pacer "If Not You" (onde o baixo, mais uma vez, assume a linha de frente) e seu refrão arrasador, e passando a régua com "Hurts So Bad", excelente rocker que representa a sonoridade da Vega de maneira precisa. Uma belíssima canção para fechar o álbum e, sem dúvida, mais um destaque desse trabalho.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, a Vega retorna com um álbum muito coeso e digno de seus antecessores. Confesso ainda não poder apontar se "Who We Are" supera "Stereo Messiah", mas isso pouco importa, já que o conjunto da obra é muito bom. Mas ao início da resenha eu dizia que o álbum traz algumas preocupações para os mais críticos e me incluo nesse grupo. E a preocupação se traduz na fórmula vencedora da banda, mas já extenuada. Assim como acontece com outras bandas contemporâneas e bem sucedidas, a Vega achou seu caminho e investiu em um formato vencedor, mas que agora começa a soar cansado. 

VEGA - Who We Are
To be released on May 13th, via Frontiers Records
Cat. # FR CD 735

Tracklist
01 Explode
02 We Got It All
03 Every Little Monster
04 Nothing Is Forever
05 White Flag
06 For Our Sins
07 Generation Now
08 Ignite
09 Savin' Grace
10 If Not You
11 Hurts So Bad

Lineup
Nick Workman: vocals
Tom Martin: guitars, bass
James Martin: keyboards
Daniel Chantrey: drums
Marcus Thurston: guitars

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...