sexta-feira, 18 de novembro de 2016

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

O Enuff Z'Nuff é uma daquelas bandas surgidas no final da década de 80 e que merecia mais reconhecimento do que efetivamente teve. Com o movimento grunge dobrando a esquina na primeira metade da década de 90, a banda de Chicago acabou ignorada pela tal "grande mídia", apesar de ter conseguido alguns momentos de brilho naquele nefasto período musical. 

Se mantendo ativa ao longo dos anos (apesar da saída de Donnie Vie em 2002 e dos falecimentos de Derek Frigo em 2004 e de Ricky Parent em 2007), a banda continuou lançando álbuns de qualidade bastante variável, mas em pleno 2016, "Clows Lounge" vem para enriquecer a discografia do Enuff Z'Nuff, mesmo que não de maneira absoluta. Com uma sonoridade bastante característica de um período há muito passado, esse álbum deve agradar aos fãs da banda e, quem sabe, até cativar alguns novos.

O álbum contém rockers excelentes, como "Dog On A Bone" (b-sections e refrão mataores), "Runaway", o despretencioso "Back In Time" e "She Makes It Harder", que, em conjunto, dão um claro aspecto da orientação musical do álbum.

Também devo citar a empolgante "Radio" e as cadenciadas e envolventes "Good Luv" e "Nothing", além da bacana "Round And Round" e das infernais "Backstreet Kids" e "One More Hit", todos rockers caprichados e merecedores de sua total atenção e múltiplas audições.

Entretanto, o álbum apresenta variações bem cansativas em "Rockaby Dreamland" e "The Devil Of Shakespeare" (que conta com vocais sobrenaturais de Jani Lane e James Young), mas essa é a minha opinião. Ouça com cuidado e tire suas próprias conclusões.

Enuff Z'Nuff, circa 2016: Fennell, Stoffrengen, Z'Nuff e Donner
Em resumo, caríssimas e caríssimos, o retorno do Enuff Z'Nuff certamente será festejado por seus fãs, podendo até render alguns novos. Mas o álbum só não é melhor por um detalhe que vem castigando os exigentes amantes dos bons sons: a produção, que é tão ruim que beira o desleixo. Uma pena, já que o álbum em si é bastante coeso e linear (poderia ser pior se variasse a cada canção), e prova disso é que não consegui apontar nenhuma canção como sendo destaque do trabalho. 

Seja como for, o Enuff Z'Nuff está de volta e "Clowns Lounge" faz bonito dentro de sua discografia. Material recomendado, mas com uma saudável dose de cautela...

ENUFF Z'NUFF - Clowns Lounge
To be released on Dec. 02nd, via Frontiers Records
Cat. #FR CD 763

Tracklist
01 Dog On A Bone
02 Runaway
03 Back In Time
04 She Makes It Harder
05 Rockabye Dreamland
06 The Devil Of Shakespeare
07 Radio
08 Good Luv
09 Round And Round
10 Nothing
11 Backstreet Kids
12 One More Hit

Lineup
Chip Z'nuff: vocals, bass, guitars
Tony Fennell: guitars, backing vocals
Tory Stoffregen: guitars, backing vocals
Erik Donner: drums, percussion, backing vocals

Guest musicians
Jani Lane: harmony vocals, backing vocals on "The Devil Of Shakespeare"
James Young: harmony vocals, backing vocals on "The Devil Of Shakespeare"
Donnie Vie: guitars, piano, backing vocals
Derek Frigo: guitars
Roy Flint: keyboards on "The Devil Of Shakespeare"
Johnny Monaco: vocals on "The Devil Of Shakespeare"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MIKKEY DEE FALA SOBRE OS SCORPIONS

Mikkey Dee é o atual batera dos Scorpions Há pouco mais de um ano, o sueco Mikkey Dee foi anunciado como baterista oficial dos Scorpio...