sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

O norte-americano Bryan Cole desponta para o universo dos bons sons com "Sands Of Time", álbum de estréia que contém elementos bastante relevantes para um artista que começa sua caminhada. O primeiro elemento é a presença do ilustre Jim Peterik nas composições de cinco canções, uma delas escrita em parceria com Johnny Van Zant. O segundo elemento é a alta qualidade do tracklist e a velada influência de bandas como Giant e Pride Of Lions e as perfeitas releituras de dois clássicos do grande Brett Walker.  Esse conjunto de elementos deixa qualquer um curioso e pode acreditar, sua curiosidade será muito bem recompensada.

Encontramos, logo de cara, uma sequência de rockers arrasdores em "Burning With A Reason" (que lembra muito os bons sons do Giant, especialmente na introdução, nas b-sections e refrão), "Hard To Find An Easy Way" (versão bem bacana e respeitável) e "When Love Beaks" (com seu refrão explosivo e cativante), todas canções merecedoras de múltiplas audições e no volume máximo e certamente apontadas como destaques do álbum.

A ótima "What Kind Of Fool" faz lembrar dos melhores momentos do Pride Of Lions, enquanto a empolgante "Turn To Me" se destaca com sua melodia envolvente e seu refrão carregado de energia, assim como a cadenciada "We Lost The Fire" (em mais um momento que remete ao Giant, especialmente nas b-sections cuja estrutura foi explicitamente retirada de "Chained") e a matadora "More Than A Memory", cuja versão se apresenta digna e merecedora de sua atenção.

Bryan Cole, circa 2016
Outros destaques são "Is It Really Love?". um mid-pacer clássico e envolvente, com b-sections crescentes e refrão certeiro e o rocker "Courage To Love", que remete imediatamente a Pride Of Lions. E não há como deixar de mencionar as lindas baladas "I'll Be There For You" e "Nothing Matters", ambas forjadas em molde clássico e merecedoras de sua absoluta atenção em volume máximo, se possível.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, Bryan Cole surge como uma das melhores surpresas na reta final do ano. Não é nada inovador, mas é um álbum muito bem feito, com canções excelentes, interpretações surpreendentes e produção acertada. Espero que este seja apenas o primeiro álbum de Mr. Cole e posso dizer que já espero por mais material desse cidadão. Um ótimo álbum que chega mais que recomendado...

BRYAN COLE - Sands Of Time
Relased on Nov. 25th, via MelodicRock Records
Cat. # MRR053

Tracklist
01 Burning With A Reason
02 Hard To Find An Easy Way
03 When Love Breaks
04 What Kind Of Fool
05 Turn To Me
06 I'll Be There For You
07 We Lost The Fire
08 More Than A Memory
09 Is It Really Love?
10 Courage To Love
11 Nothing Matters

Lineup
Bryan Cole: vocals, guitars, keyboards, drums
Mike Brignardello: bass

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...