sexta-feira, 4 de maio de 2018

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Quando despontou para o universo dos bons sons em 2010, a Vega era apenas uma boa promessa. Hoje, é uma banda consolidada e reconhecida, e muito desse reconhecimento é devido às composições dos irmãos Martin, que considero o segredo da banda. Consistentemente lançando um novo trabalho a cada dois anos, "Only Human" chega às lojas na próxima semana trazendo a sonoridade de tornou a Vega conhecida: melodic rock direto, bem produzido e caprichosamente bem interpretado, além de contar com a mixagem e masterização de Harry Hess. Ou seja: se você curte os trabalhos anteriores da banda, o novo vai lhe agradar em cheio.

A série de rockers começa com "Let's Have Fun Tonight", mas é a comedida "Worth Dying For" que me anima mais com seu refrão matador e melodia bem cadenciada, assim como a excelente "Last Man Standing" (um dos destaques do álbum), uma dose cavalar do melhor "melodic rock made in the U.K.", trazendo uma base de teclados para linha de frente, onde baixo e guitarra desfilam elegantemente até o refrão explosivo e grudento, como o livro sagrado dos bons sons ensina a fazer, assim como acontece com "Come Back Again" (outro destaque do álbum), um mid-pacer bem cadenciado, com leve variação de andamento entre versos e refrão, tudo emoldurado por um arranjo envolvente e que culmina em um refrão impactante. Múltiplas audições e absolutamente nenhuma moderação se fazem necessárias em cada uma dessas canções.

Em seguida temos "All Over Now" (mais um destaque), um rocker feito sob medida para rádio, com melodia envolvente e refrão grudento, exatamente como os deuses gostam e, por isso, múltiplas audições são recomendadas. E essa recomendação se estende à ótima "Mess You Made" (outro destaque), um rocker com estrutura simples, mas muito eficaz, contando com guitarras cortantes em primeiro plano e teclados discretos no segundo, costurando uma delicada textura que preenche os poucos espaços que baixo e bateria deixam, propositalmente, em branco. E então chega "Only Human", um rocker arrasador com teclados e baixo em primeiro plano, apresentando a base por onde guitarras precisamente distribuídas desfilam suavemente ao longo dos versos, conduzindo o ouvinte a um refrão absolutamente excelente, daquele tipo de ecoa na cabeça por dias, e esse conjunto de detalhes faz dessa canção outro grande destaque do álbum e, assim sendo, é merecedora de múltiplas e barulhentas audições Já "Standing Still" é um rocker mais contido ao longo dos versos, mas que revela uma face mais agressiva no refrão envolvente e que desencadeia mais dinamismo no andamento a partir da segunda parte da canção. Mais um momento digno no álbum e que merece sua irrestrita atenção.

E na reta final temos "Gravity", um rocker bacana e bem executado, seguido pela ótima "Turning Pages" (uma balada matadora com versos bem trabalhados e refrão envolvente, que figura entre os grandes destaques do álbum). Ainda há espaço para a ótima "Fade Away", rocker que figura entre os destaques do álbum com sua estrutura melódica simples e direta, onde teclados, baixo, bateria e guitarra caminham juntos em um conjunto harmônico envolvente que abre caminho para "Go To War", outro rocker bem apresentado e que, apesar de não ter o mesmo impacto de canções anteriores, não destoa do tracklist e fecha o álbum de maneira digna, sendo merecedor daquele já tradicional volume máximo.

Os britânicos da Vega, circa 2018
Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Only Human" traz a Vega em grande forma. É fato que o álbum não põe na mesa nada inovador, mas é melhor o "mais do mesmo"eficaz à novidade desastrosa. O que a banda nos apresenta são canções excelentes, mergulhadas na fórmula que caracteriza a banda. E falando nisso, a Vega está em plena forma e os novatos Kew e Hutchinson se encaixaram perfeitamente, e também há que mencionar o ótimo trabalho de Workman nos vocais, quesito que só faz melhorar a cada álbum. Me agrada o fato de a Vega se manter fiel a sonoridade que a caracteriza, não embarcando na armadilha daquilo que parece mais fácil. A coesão de seus álbuns é louvável e esse é um dos motivos pelos quais me tornei fã dos caras. Além disso, as canções da banda se mostram em uma curva ascendente e só isso já é motivo de comemoração. Assim sendo, não tenho absolutamente nenhum receio em apontar "Only Human" como uma digna recomendação não apenas para os fãs da Vega, mas principalmente para qualquer entusiasta do melodic rock contemporâneo...

VEGA - Only Human
To be released on May 11th, via Frontiers Records
Cat. #FR CD 865

Tracklist
01 Let's Have Fun Tonight
02 Worth Dying For (assista ao vídeo aqui)
03 Last Man Standing (ouça a canção aqui)
04 Come Back Again
05 All Over Now (ouça a canção aqui)
06 Mess You Made
07 Only Human
08 Standing Still
09 Gravity
10 Turning Pages
11 Fade Away
12 Go To War

Lineup
Nick Workman: vocals, acoustic guitars, backing vocals
Tom Martin: bass
James Martin: keyboards
Marcus Thurston: guitars
Mikey Kew: guitars, backing vocals
Martin "Hutch" Hutchinson: drums

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

No universo dos bons sons, o FM é uma referência desde meados da década de 80. Já o Work Of Art é um dos nomes mais relevantes do AOR c...