sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Um dos grandes nomes do movimento RetroWave (se você curte aquela musicalidade pasteurizada dos anos 80, repleta de baterias eletrônicas e sintetizadores, essa onda vai te satisfazer plenamente), a Magic Dance faz bonito desde 2013. Criação do autodidata Jonathan Siejka, o projeto chamou a atenção dos executivos da Frontiers Records quando o excelente "Vanishings" (seu segundo álbum) foi lançado, em 2016, depois de três espetaculares E.P.s lançados entre 2013 e 2016 e de um álbum, lançado em 2014. Com o contrato assinado no final de 2017, Siejka se fechou em estúdio para mesclar a tradicional sonoridade 80s que o fez reconhecido com guitarras mais evidentes, inclinando drasticamente o resultado para o AOR mais plastificado da década de 80. O resultado é simplesmente arrasador!!!

O álbum oferece rockers animados de maneira predominante, como se pode conferir desde o começo com a frenética "You're Holding Back", com a moderninha "Never Go Back" ou com a empolgante "These Four Walls". Essas três canções revelam a direção musical do álbum com precisão, revelando também importantes variações dentro do mesmo tema. Todas são destaques do álbum e merecedoras de múltiplas audições.

Enquanto a excelente "Please Wake Me" tem uma bem-vinda inclinação maior ao AOR do que suas antecessoras, a linda "Cut Beneath The Skin" fica entre o RetroWave e o AOR, já que as guitarras poderiam ter sido mais evidenciadas, gerando um efeito mais rocker. Mas ainda assim, a canção é um dos grandes momentos do álbum. E com uma levada mais contemporânea, "When Nothing's Real"  surge com guitarras na linha de frente em um arranjo dinâmico e envolvente, o que a qualifica (assim como as outras duas canções anteriores) a ser ouvida em volume máximo e sem nenhuma moderação.

O rocker "Better Things" também se apresenta com elementos contemporâneos, mas distribuídos em um arranjo melodicamente clássico, bem pontuado por teclados. E essas mesmas características se fazem presentes na bacana "For A Time (The End On My World)", mas com resultados mais vistosos, devo dizer. E ainda vale mencionar o arrepiante mid-pacer "Looking For Love" - e sua descarada inclinação ao AOR - e a linda "New Eyes", a única balada do álbum e que vem mergulhada na boa velha receita do AOR oitentista, fechando o álbum de maneira maiúscula depois de um desfile de bons sons.

Magic Dance: McAdams, Simchack, Siejka,
Mackey e Krug
Em resumo, caríssimos e caríssimas, confesso que esse álbum da Magic Dance me surpreendeu positivamente. Apesar de acompanhar o trabalho de Jon Siejka desde o início, confesso ter desconfiado que a sonoridade mais orgânica anunciada pela gravadora não funcionasse. Mas o que se ouve aqui é mais equilíbrio entre os elementos, sem detrimento de nenhum deles e, principalmente, sem macular a sonoridade que fez a Magic Dance ser respeitada. E mesmo sendo um álbum inofensivo (no melhor sentido possível), "New Eyes" deixa sua marca com uma curva positiva, mesmo adotando uma direção musical que, para muitos, pode soar datada. Mas vale lembra que foi essa direção musical que chamou a atenção da Frontiers Records e, assim sendo, esperar algo muito diferente seria, no mínimo, ingenuidade. Eu sou entusiasta do movimento RetroWave há alguns anos e, sinceramente, curti muito esse trabalho da Magic Dance. Mesmo com alguns momentos onde o elemento AOR se fez presente de maneira mais contundente, não me arriscaria a classificar esse álbum como sendo daquele estilo. Assim sendo, se você já conhece o trabalho da Magic Dance, pode ter uma boa ideia do que vai encontrar aqui. Se ainda não conhece - e curte os bons sons plastificados da década de 80 - se arrisque sem medo. Você , muito possivelmente, vai se surpreender...

MAGIC DANCE - New Eyes
To be released on Dec. 07th, via Frontiers Records
Cat. #FR CD 903

Tracklist
01 You're Holding Back
02 Never Go Back (assista ao vídeo aqui)
03 These Four Walls (ouça a canção aqui)
04 Please Wake Me
05 Cut Beneath The Skin
06 When Nothing's Real (ouça a canção aqui)
07 Better Things
08 For A Time (The End Of My World)
09 Looking For Love
10 New Eyes

Lineup
Jon Siejka: vocals, keyboards, synthesizers, programming
Jack Simchack: guitars
Tim Mackey: guitars
Mike Peninston: bass
Kevin Krug: bass
Kevin McAdams: drums

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...