sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020
Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais consistentes. Bem ou mal, bases pré-gravadas são cada vez mais recorrentes para artistas de todos os gêneros, inclusive os de rock.

Em entrevista concedida ao pessoal da MisplacedStraws, o grande Jeff Scott Soto falou sobre o seu uso de backing vocals pré-gravados: "Sempre procurei ser transparente. Não quero enganar ninguém. Se estou fazendo alguma coisa e estamos usando algum tipo de auxílio, serei o primeiro a dizer, 'Hey, todos esses backing vocals que vocês estão ouvindo, é claro, estão sendo tocados atrás de nós, porque sentimos que as canções soariam nuas sem eles e porque não temos um arsenal de pessoas para fazer isso.' E mesmo se usei backing vocals ao vivo, eu nunca os tirei diretamente do álbum para que não soassem fabricados. Eu usarei algumas vozes ou alguns trechos e alguns loops e coisas assim, para que deem uma ideia da sonoridade do álbum, mas que soe completamente falso, como se estivéssemos dublando a coisa toda no palco. Porque tocar ao vivo se você fará isso tudo em cada canção?"

Soto continuou: "Eu fiz isso com o SOTO, eu fiz isso em álbuns solo, porque há certas canções que devem ter um groove que, sem ele, sem um loop ou algo parecido, a coisa toda soa muito plana. É claro, tenho o baterista, mas há coisas que você não consegue reproduzir a menos que use esses recursos. Já fiz isso no passado. Há teclados em certas canções, mas também preciso de dois guitarristas, então coloco o teclado naquele contexto como um loop para que a canção ganhe mais volume. Já fiz uso dessa tecnologia e não vou mentir a respeito. Você precisa ser um imbecil achando que o público não percebe esse tipo de coisa."

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

DEPOIS DE UMA DÉCADA, NOVO ÁLBUM DO JOURNEY VAI TOMANDO FORMA

Jonathan Cain, Neal Schon e Arnel Piñeda
Neal Schon revelou que o Journey já tem seis canções prontas para seu próximo álbum, a ser lançado neste ano.

O trabalho mais recente da banda é "Eclipse", de 2011.

Schon falou sobre o novo álbum em entrevista concedida a FOX 17 Rock & Review: "Nós já temos uns seis rockers prontos. Arnel está terminando os vocais em dois deles nesse momento. E os outros estão prontos. E lançaremos um single depois do dia primeiro - o primeiro deles. E depois voltaremos com o segundo single, e o terceiro e, pouco antes da tour começar, lançamos o álbum."

Em Setembro, Schon disse a SiriusXM - no programa "Trunk Nation With Eddie Trunk" - que as gravações estavam bastante adiantadas: "As gravações estão indo muito, muito bem. Temos 13 canções em que Arnel está gravando os vocais. E a banda está voando baixo, cara! Estou muito animado com esse álbum. Jonathan está trabalhando em seu estúdio, nos mandando faixas e aí fazemos os overdubs, ou somos Narada e eu tocando ao vivo (o que vem funcionando muito bem), apenas bateria e guitarras. E aí mandamos o material para o Randy e para Jonathan, e aí entra Arnel. Então, tudo está funcionando muito bem, cara. Para um álbum gravado virtualmente, ele soa ótimo."

domingo, 13 de dezembro de 2020

BREAKING NEWS

* Reb Beach disse, em recente entrevista, que o Winger já tem sete canções prontas para seu novo trabalho que será "pesado", "pegajoso" e "progressivo", em suas palavras;

* Arnel Piñeda disse que já gravou três novas canções para o novo álbum do Journey, sobre o qual nada se sabe até o momento;

* Sammy Hagar & The Circle lançarão o álbum "The Lockdown Sessions" em 08 de Janeiro. Se você ainda não conhece a série homônima de vídeos da banda, fica aqui a dica.

NÃO ESPEREM MATERIAL INÉDITO DO VAN HALEN EM UM FUTURO PRÓXIMO

O herdeiro Wolfgang Van Halen
Wolfgang Van Halen disse ao The Oakland Press que não começou a mexer no material do estúdio de seu pai, buscando algo que possa ser lançado.

"Isso não vai acontecer por um longo tempo. Eu não tenho ideia do que pode ter lá que valha a pena ser lançado. Até um certo ponto, meu pai lançou todo o material bom. Mesmo sem a intenção de lançar alguma coisa, eu quero arquivar e digitalizar tudo de maneira correta, para que possa proteger tudo para o futuro. Será um processo incrivelmente difícil e muito longo para que possa ser feito da maneira certa."

No mês passado, o engenheiro Brian Kehew disse ao Sunset Sound Recorders que foi contratado há 15 anos pela Warner Bros. para buscar nos arquivos da gravadora material que pudesse ser usado em uma série de álbuns expandidos. Kehew compilou quatro CDs de material gravado entre 1977 e 1984 para que a banda pudesse opinar.

Entre os tesouros inéditos do Van Halen guardados nos cofres da Warner Bros. estão uma versão alternativa de "Hot For The Teacher", com letras diferentes e Eddie tocando baixo e guitarra. Também há demos que já circulam entre os fãs da banda, incluindo "Bring On The Girls" (que tornou-se "Beautiful Girls"), "Voodoo Queen" (que se transformou em "Mean Street" e uma gravação diferente de "Little Dreamer".

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

BREAKING NEWS

 * O novo álbum solo de Neal Schon, batizado de "Universe", finalmente chegará às lojas neste mês, com produção de Narada Michael Walden;

* O documentarista canadense Sam Dunn revelou o desejo de fazer o "documentário definitivo" sobre o Van Halen. Não seria nada mal;

* A biografia do Heart vai virar filme. A novidade foi revelada por Ann Wilson durante entrevista concedida à Sirius XM. 

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

OBRIGADO

 

Há algumas semanas a AORWatchTower voltou à ativa.

Quem acompanha o blog sabe o que gerou o hiato em que nos encontrávamos.

E acreditem, senti muita falta deste lugar.

Afinal de contas, a AORWatchTower já tem mais de uma década de existência e me informa tanto quanto a vocês. É um hábito saudável buscar informações sobre o universo dos bons sons que tanto curtimos e dividir essas novidades com vocês é o único objetivo da casa.

E me surpreendi com a repercussão do retorno à casa.

Recebi - e ainda venho recebendo - mensagens de gente de todo canto, expressando alegria com a volta da AORWatchTower, e para mim não há coisa melhor.

As várias mensagens de apoio que recebi ao longo dessas semanas ausente foram de suam importância e decisivas para que as funções da casa fossem retomadas.

Assim sendo, quero deixar um velado MUITO OBRIGADO à todos que enviaram mensagens e que continuam a frequentar nosso canto na internet.

Como disse, a AORWatchTower só existe por causa de seus leitores e sem vocês não há razão desse blog existir.

Que os deuses lhes concedam paz, saúde e bons sons. Sempre.

Rock on...

GEORGE LYNCH E JEFF PILSON VOLTAM AO CENÁRIO COM ÁLBUM INUSITADO

Lynch e Pilson vem aí com proposta arriscada
O virtuoso George Lynch se juntou a Jeff Pilson para um álbum que visa transformar canções conhecidas em grandes hinos carregados de peso. Com lançamento previsto para o dia 18 de Dezembro via Deadline Music, "Heavy Hitters" trará covers de gente como Duran Duran, Prince, R.E.M., Carole King, Oasis e outros. .

Em recebte entrevista para a Audio Ink Radio, Lynch falou sobre o álbum: "Há um projeto que gravei com Jeff Pilson chamado "Heavy Hitters" que é muito interessante. São duas canções de cada uma das últimas cinco décadas que nós reimaginamos e reinterpretamos e nos divertimos muito com elas. Então há coisas que vão de Little Richard à Madonna à Timbaland à Duran Duran - todo tipo diferente de música com as quais nos divertimos. E pode haver uma série desse tipo de álbum. Acabamos de terminar novo primeiro volume e podemos estar começando uma série deles."

O tracklist de "Heavy Hitters" é:

01 One Of Us
02 You Got The Love
03 I Feel The Earth
04 Ordinary World
05 Music
06 Apologize
07 Nowhere To Run
08 Kiss
09 It's The End Of The World As We Know It (And I Feel Fine)
10 Champagne Supernova
Bonus track
11 Lucille

No mínimo, interessante...

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

BREAKING NEWS

* David Coverdale gravou um vídeo onde faz o unboxing do álbum "Love Songs", do Whitesnake,que traz remixes de várias canções da banda. Você pode assisti-lo aqui;

* Os canadenses da Saga anunciam o lançamento de "Symmetry" para o dia 12 de Março de 2121, via earMUSIC;

* "Power Up", o mais recente álbum dos veteranos do AC/DC, está na posição #1 em 18 países.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

STAN BUSH ACERTA COM "DARE TO DREAM"

Stan Bush retoma a carreira em grande estilo

Lançado oficialmente hoje, "Dare To Dream" marca o retorno do grande Stan Bush ao cenário depois de três anos.

Gravado com a ilustre companhia de Holger Fath (responsável por quase todos os instrumentos), o álbum traz o que se espera de qualquer coisa com a assinatura de Bush: arranjos empolgantes, melodias envolventes e refrões explosivos. A aura 80's se faz presente de vez em quando, é verdade.

E "Dare To Dream" traz todos esses elementos em abundância.

Rockers bem bacanas predominam o tracklist, mas há baladas e mid-pacers feitos sob medida para aqueles momentos mais introspectivos do ouvinte.

A produção é enxuta, bem equilibrada e sem exageros, o que confere uma sonoridade agradável e diferente do que se ouve ultimamente, com aquela taxa de compressão na estratosfera.

Enfim, se você é fã de Stan Bush, prepare-se para mais um álbum "daqueles", com um tracklist coeso e repleto de grandes canções, como as mais dignas trilhas sonoras dos anos 80.

Ao contrário do que se anuncia para qualquer porcaria lançada nos últimos anos, "Dare To Dream" é, de fato, um legítimo álbum de AOR oitentista.

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

BREAKING NEWS

 

* O kit usado por Alex Van Halen em 1980 está a venda por cômodos U$ 275.000,00. Você pode conferir detalhes do brinquedo aqui;

* Os veteranos do Saxon revelaram que "Inspirations", seu próximo trabalho, será totalmente de covers;

* James LaBrie anunciou que seu novo álbum será "orientado para o lado acústico" e terá a presença do baixista escocês Paul Logue, da Eden's Curse.

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

O PESSOAL DO ROCK AND ROLL HALL OF FAME ODEIA O TOTO

Steve Lukather, circa 2020

Pelo menos é o que o guitarrista Steve Lukather pensa.

Em recente entrevista concedida ao pessoal do Misplaced Straws - enquanto promovia seu novo álbum "I Found The Sun Again" - Lukather foi questionado sobre os motivos que fazem com que o Toto ainda não tenha sido incluído naquela instituição.

"É porque eles nos odeiam e tem nos odiado desde 1978. Mas a parte interessante é que, pela primeira vez em 43 anos fui chamado para uma entrevista na Rolling Stone", disse Lukather.

O guitarrista continou: "Perguntei ao meu pessoal da RP, 'É uma pegadinha?' Porque aqueles caras me atacam na banda do Ringo Starr. Eu estou na banda do Ringo e eles me atacam. E aí um outro bundão escreve coisas horríveis sobre 'Africa', uma canção escrita em 1981, inclusive. Ok, 1981, mas ainda está em todo lugar."

O desabafo de Lukather seguiu: "É como herpes, volta quando você menos espera, mas ao mesmo tempo, é um ovo de ouro. Mas esse ovo de ouro que Satã tem e ele o segura sobre nossas cabeças agora. E é como se eles pensassem que nós só tenhamos escrito uma canção porque é o que eles têm. Mas, cara, temos muito material."

Em 2018 um artigo chamado "How Toto's 'Africa' Became The New 'Don't Stop Believin'', o escritor Rob Sheffield descreveu a canção do Toto como sendo "ridícula por definição" e afirmou que o vídeo da canção era "incrivelmente racista".

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...