quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

A TOWER RECOMENDA...

Talvez o álbum mais aguardado do ano, "II" traz os suecos do H.E.A.T. no auge da forma com um trabalho que, sem nenhum exagero, pode ser apontado como o seu mais consistente registro.

As resenhas positivas que o álbum vem ganhando são mais que justas, referendando a alta qualidade das canções e, principalmente, da banda em si, que sem encontra em franco desenvolvimento.

Falando em canções, "Rock Your Body", "Dangerous Ground" e "Come Clean" (que abrem o álbum, nessa ordem) dão uma clara e ampla noção do que lhes aguarda: um desfile quase criminoso do melhor e mais cativante melodic rock contemporâneo que você pode encontrar disponível no mercado.

A sequência de grandes canções segue com "Victory", "We Are Gods", a já conhecida "One By One", a baladinha "Nothing To Say", "Heaven Most Have Won An Angel", "Under The Gun" e, finalmente, "Rise", que encerra a festa em grande estilo.

Pontos comuns a todas as canções: refrões grandiosos, guitarras e teclados muito bem distribuídos, melodias bombásticas, uma banda que beira a perfeição  e interpretações massacrantes desse alienígena chamado Erik Grönwall. Faltam adjetivos para descrever o que esse cidadão é capaz de fazer com a voz. Vale ressaltar a produção do álbum, exímia, sem exageros, na medida exata para a sonoridade que a banda oferece.

Este "II" consolida o H.E.A.T. como uma das mais relevantes bandas do cenário melodic rock e mostra que os suecos ainda tem muito a oferecer. Ainda bem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...