sexta-feira, 13 de abril de 2012

PAUL RODGERS FALA SOBRE O FUTURO DA BAD COMPANY

O veterano Paul Rodgers (foto) está animado a tour européia da Bad Company, mas já deixou claro que não quer se envolver demais com isso. De acordo com Rodgers, ele não tem mais idade para viver na estrada, razão pela qual deixou o Queen depois de quatro anos.

Em entrevista concedida à Spinner, Rodgers disse que deixou o Queen sem atritos e que não descarta fazer alguns shows com a banda na futuro. "Fazer parte de uma banda é um trabalho de 24 horas, sete dias por semana, e eu gosto de ter uma 'vida'. Depois de deixar o Queen eu decidi parar com aquelas mega-tours de quatro meses. Saio por um mês e, quando chego em casa, meu cachorro ainda me reconhece", disse o vocalista.

Já sobre o futuro da Bad Company (que tocará na Suécia no dia 09 de Junho, além de ter outras cinco apresentações na Alemanha) Rodgers não espera muito mais que isso. "Eu não gosto dessa coisa de reuniões. Sei que as pessoas querem e acabam me convencendo, mas não sou favorável".
 
Para bom entendedor, meia palavra basta...

2 comentários:

Unknown disse...

uma pena. Eu tive a sorte de ver este cara ao vivo! e na boa, esta para muito mais tempo. Mas entendo a necesidade de querer viver sua vida alem da de tocar e fazer turnes o tempo todo. O único é que ver estes caras que penduram as chuteras, da um pouco de pena, e nos faz pensar quantos outros músicos e bandas estarão pensando fazer o mesmo nos proximos anos, ne? Algumas, acho que nunca terei o privilegio de ver o voltar ver na minha vida.

DEEMON disse...

Eu gostaria de ver uma reunião do Bad Company com os 3 vocalistas que passaram pela banda. Poxa, seria um sonho ver um show com Brian Howe, Paul e Robert Hart juntos...
Infelismente o Mick Ralphs renega os trabalhos com o Brian Howe, que para mim é a melhor fase da banda. Eu curto todas as fases da banda, porém os discos com Brian Howe são maravilhosos...Abraço Juba e todos os amigos do Blog

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...