sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

O tecladista Ged Rylands tem em seu currículo passagens por bandas como Ten, Tyketto e mais recentemente, Lover Under Cover (cujo excelente álbum já foi recomendado aqui). Em 2011, durante o Z Rock Festival, Rylands falou com Bruce Mee (editor da revista Fireworks e co-organizador do FireFest) sobre a idéia que tinha de recrutar alguns vocalistas para dar mais brilho à canções que tinha escrito. Mee os encorajou a seguir em frente e os primeiros a tomarem parte no projeto foram Danny Vaughn e Harry Hess. E Khalil Turk -  presidente da Escape Music - usou seus contatos e trouxe ainda Ralph Scheepers, Robert Hart e Matti Alfonzetti. David Reed Watson havia enviado um mp3 para a namorada de Rylands, cantando 'feliz aniversário'. O tecladista se impressionou com os vocais do baixista e convidou-o para integrar a Rage Of Angels. Ainda, estão presentes os guitarristas Tommy Denander, Vinny Burns, Neil Fraser e Martin Kronlud, além do baixista Mikael Carlsson e do baterista Pera Johanssen (os três últimos nomes, do Lover Under Cover). Ou seja, não há como questionar a qualidade do álbum, e o resultado dessa reunião de grandes nomes é arrasador...

O álbum abre com "Dreamworld", um melodic rock caprichado onde guitarras e teclados assumem a linha de frente, acompanhandos por um baixo pulsante, criando a base por onde soam os inconfundíveis vocais de Matti Alfonzetti. A melodia e andamento são excelentes, e o refrão é envolvente e forte, detalhes que fazem dessa canção um dos destaques do álbum. Mas em seguida temos a arrasadora "See You Walking By", radio friendly melodic rock que conta com os monstruosos vocias de Harry Hess. Com uma melodia envolvente e arranjo certeiro, essa canção conta com um refrão explosivo e marcante, daqueles que te fazem resmungar a música pelo resto do dia. Aponto essa canção, sem pudor algum, como o grande destaque do álbum e me atrevo a dizer que já é uma das melhores canções do ano. Volume máximo, janelas abertas e nenhuma moderação, por favor!!! Impossível ouví-la e não lembrar que o Harem Scarem voltará ao cenário ainda em 2013. Seguimos em frente com "Through It All", uma injeção de melodic rock de alta qualidade que conta com os incríveis vocais de Robert Hart, que surge como uma belíssima surpresa interpretando esse tipo de música. O conjunto melódico é absurdamente sólido, com a linha de baixo pesada, acompanhado por teclados muito bem distribuídos e guitarras quase que onipresentes. O refrão é arrepiante (no bom sentido) e conta com backing vocals envolventes. Belíssima canção que desponta como outro destaque do álbum, e que merece sua atenção, assim como a descomunal "Over And Over", outro radio friendly melodic rock que conta com os nababescos vocais de Danny Vaughn, que desfilam por uma base melódica amarrada por teclados discretíssimos, conferindo mais destaque às guitarras e baixo, sempre pesado. O refrão é maravilhoso, capaz de fazer vegetariano comer picanha ao ponto. Ouça com volume máximo, janelas abertas e um enorme sorriso na cara. Mais um grande destaque do álbum, sem nenhuma miserável sombra de dúvida.

Em seguida surge "Prelude For The Gods" que, como o título entrega, é apenas um prelúdio de 01:24 que precede "Falling", um excelente melodic rock que conta com os vocais de Ralph Scheepers. Melodia mais simples, um pouco mais de peso e teclados um pouco mais destacados fazem dessa canção outro destaque do álbum, tudo com a medida certa entre peso e melodia. Vale a pena ouví-la mais de uma vez, em sequência. Já David Reed Watson aparece em "The Beating Of Your Heart", balada bem interessante e que conta com um solo caprichado de Tommy Denander. A melodia é bacana, com teclados predominantes até a metade pouco além da metada de canção, quando as guitarras se fazem mais presentes. Mas o bom e velho melodic rock retorna com os infernais vocais de Danny Vaughn na ótima "Spinning Wheel", rocker bem cadenciado, com baixo na linha de frente, acompanhado pela guitarra precisa de Neil Fraser. Apesar de alguns excessos dos teclados, a canção é excelente, assim como  o refrão, cativa logo na primeira audição. Volume máximo para mais um destaque do álbum.

Na reta final temos a instrumental "Requiem For The Forgotten Soldier", onde os guitarristas Martin Kronlud, Xander Demos, Vinny Burns e Ralph Santolla arregaçam. Mas essa é uma faixa para guitarristas e/ou entusiastas do instrumento, caso contrário, será um exercício de paciência suportar seus 06:39. E fechamos o caixão com "We Live, We Breathe, We Die", mid-pacer muito bacana que conta com os ilustres vocais de Robert Hart, que mais uma vez surpreende interpretando melodic rock. Melodia bacana, andamento tradicional e letra bem interessante fazem com que essa canção mereça atenção especial quando for ouvida pela primeira vez.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Dreamworld" é um álbum obrigatório para os fãs de melodic rock. Não resolve nada ter vários grandes nomes no lineup se não houverem grandes canções para serem interpretadas e tocadas, e a Rage Of Angels providenciou ambos. Vocalistas acima de qualquer comentário, grandes músicos e canções excelentes fazem desse álbum uma belíssima surpresa logo no início de 2013. Álbum mais que recomendado e, desde já, torço para que venham outros...

RAGE OF ANGELS - Dreamworld
To be released on February 22nd, via Escape Music
Cat. #ESM248

Tracklist
01 Dreamworld (vocals by Matti Alfonzetti
02 See You Walking By (vocals by Harry Hess
03 Through It All (vocals by Robert Hart
04 Over And Over (vocals by Danny Vaughn
05 Prelude For The Gods (Instrumental) 
06 Falling (vocals by Ralf Scheepers
07 The Beating Of Your Heart (vocals by David Reed Watson
08 Spinnin Wheel (vocals by Danny Vaughn
09 Requiem For The Forgotten Soldier (Instrumental)
10 We Live, We Breathe, We Die (vocals by Robert Hart)

Musicians
Vocals: Harry Hess, Matti Alfonzetti, Danny Vaughn, Robert Hart, Ralph Scheepers, David Reed Watson
Guitars: Ged Rylands, Vinny Burns, Tommy Denander, Neil Fraser, Mrtin Kronlud, Ralph Santolla, Xander Demos

Bass: Michael Carlsson
Drums: Pera Johanssen
Keyboards: Ged Rylands

Backing vocals: Ged Rylands

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...