quarta-feira, 27 de março de 2013

LOU GRAMM E MICK JONES RESOLVEM SEUS PROBLEMAS

O legendário Lou Gramm
Todos já sabem que Lou Gramm e Mick Jones se apresentarão juntos quando serão incluídos no  Songwriters Hall Of Fame (no dia 13 de Junho), resultado do trabalho da dupla como autores de clássicos do Foreigner, como "Jukebox Hero", "Feels Like The First Time", "Cold As Ice" e "Hot Blooded", entre muitos outros.

E desde o anúncio da justíssima premiação, a dupla vem mantendo contato e, finalmente, resolvendo as pendências que culminaram na saída de Gramm do Foreigner, em 2003. Naquela ocasião, o vocalista afirmou que "a incapacidade de Mick em largar o álcool" tinha sido a razão pela qual ele deixou a banda. 

Posteriormente, em 2009, na famosa entrevista concedida à Smashing Interviews, Gramm disse que Jones havia, simplesmente, omitido seu nome dos créditos da clássica "I Want To Know What Love Is". Se o seu inglês está em dia, você pode encarar a entrevista - na íntegra - aqui.

Ainda, Gramm também afirmou que Jones havia tentado sabotar o lançamento do excelente álbum do projeto Shadow King (que, além de Gramm, incluía Vivian Campbell, Bruce Turgon e Kevin Valentine), já que a gravadora Atlantic era a casa de ambas as bandas.

Mais recentemente, em 2011, Gramm declarou que a formação do Foreigner com Kelly Hansen nos vocais era "propaganda enganosa", afirmando que "Mick Jones reuniu uma nova banda e se auto-intitula Foreigner. E poderia até ser, mas se eu não estiver cantando, não é Foreigner".

Jones se defendeu dizendo que "ao longo dos anos 80, Lou queria investir mais em sua carreira solo, e eu tinha que lutar internamente contra isso. Depois de sua saída da banda, resolvi ressuscitar o Foreigner e representá-lo da maneira que sempre deveria ter sido".

Mick Jones, guitarrista e líder do Foreigner
Mas recentemente, a dupla voltou a manter contato, como revela Gramm: "Eu conversei com Mick pela primeira vez em mais de uma década. Ele parece estar bem, sua saúde está melhorando". Vale lembrar que Mick Jones sofreu um infarto em 2011. Por sua vez, Lou Gramm submeteu-se à cirurgia para  retirada de um tumor no cérebro em 1997, e também se mantém até hoje tomando medicamentos para controlar a diabetes.

Gramm continuou: "Não foi difícil, considerando que ambos seremos premiados como compositores. Eu ligeui e lhe dei os parabéns, e ele retribuiu a gentileza. E sabíamos que que todos esperavam que nós cantássemos algumas canções e decidimos falar logo sobre essa possibilidade. Tenho certeza de que será muito divertido".

Conforme já noticiado aqui, a indústria da boataria aposta em um retorno - mesmo que breve - de Lou Gramm ao Foreigner. Ao que parece, a possibilidade da realização de alguns pouquíssimos shows estaria sendo estudada por Mick Jones. Se existe alguma verdade nisso tudo, logo saberemos.

Stay tuned...

3 comentários:

Unknown disse...

Amo a banda foreigner mas com Lou Gramm como vocalista

Fique Por Dentro disse...

Gramm marcou época, o vocalista atual é muito bom mas nunca substituirá o original, quem curte um bom trabalho, curte sempre o original. Em minha opinião Gramm sempre será o melhor pro Foreigner.

Unknown disse...

Envelhecer é uma merda

Postar um comentário

TRIBUTO A EDDIE MONEY SERÁ TRANSMITIDO NA TV AMERICANA

O grande Eddie Money, circa 2019 No dia 22 de Março, a AXS TV exibirá o "Eddie Money Tribute Concert" , que aconteceu no dia ...