sexta-feira, 5 de julho de 2013

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Os norte-americanos do Winger já haviam chamado a atenção dos amantes dos bons sons em 1988, quando lançaram seu primeiro álbum, mas ainda seriam necessários outros dois anos para que a banda fizesse suas canções serem ouvidas mundo afora, e foi com "In The Heart Of The Young" que eles conseguiram o reconhecimento que mereciam. O álbum foi um tremendo sucesso  e ancorado em ótimos vídeos e grandes canções, emplacou nas paradas nos dois lados do Atlântico. Em 2009, o pessoal da Warner Music japonesa relançou o álbum, todo remasterizado, usando a nova mídia de policarbonato plástico, chamada SHM-CD (Super High Material CD). O resultado renovou o álbum que ganhou ainda mais força, com a sonoridade realçada pela tecnologia. Não tinha como dar errado.

Logo de cara temos "Can't Get Enuff" (assista ao vídeo aqui), rocker demolidor com sua linha de baixo pulsante entrecortada por guitarras incessantes. Com arranjo caprichado, andamento contagiante, bridges envolventes e um refrão explosivo, essa canção serve como cartão de visitas do que ainda vem por aí, além de ser um dos grandes momentos desse trabalho. Outro exemplo disso é "Loosen Up", outro rocker arregaçante que conta com uma base volumosa de baixo por onde as guitarras desfilam acompanhadas de perto por baixo e bateria precisas. Gosto muito do andamento dessa canção, e também do refrão simples, mas muito eficiente. Canção para também ser ouvida no volume máximo, sem moderação alguma, assim como "Miles Away" (assista ao vídeo aqui), power ballad descomunal que fez muita gente conhecer a banda. Com arranjo envolvente, bridges crescentes e um refrão matador, não é surpresa alguma que essa canção tenha emplacado na posição #2 da Billboard Hot 100. Talvez, essa canção seja o grande cartão de visitas do Winger, e certamente é um dos pontos altos desse álbum. Com o mesmo destaque, a excelente "Easy Come Easy Go" (assista ao vídeo aqui) se apresenta com sua base coesa de baixo e teclados, acompanhada por guitarras calculadamente distribuídas. Essa foi uma das últimas canções a serem incluídas no álbum porque, de acordo com Kip Winger, o álbum não tinha rockers suficientes. Me agrada muito o arranjo, andamento e métrica dessa canção, além das bridges e o refrão matador. Volume máximo e janelas abertas para ouvir essa canção, por favor...

Seguimos com "Rainbow In The Rose", rocker que tem uma excelente linha de baixo em primeiro plano, acompanhada por teclados discretos e pontuada por guitarras precisas. O andamento e arranjo são perfeitos, assim como o refrão, envolvente e marcante. Eis outra canção que merece destaque dentro do tracklist, assim como a ótima "In The Day We'll Never See", rocker empolgante que conta com bridges e refrão marcantes, mas o ponto negativo fica por conta da introdução que enrola o ouvinte por quase 1 minuto com uma infinidade de sons desconexos e sem sentido. Em "Under One Condition" temos uma balada construída nos moldes tradicionais, onde destaco os teclados discretíssimos em contraponto com o baixo em primeiro plano. As guitarras surgem para preencher os espaços sem se sobrepor à nada, da mesma maneira que a bateria. Gosto muito do arranjo e do refrão mais tranquilo, mas igualmente marcante. Em seguida chega "Little Dirty Blonde", rocker bem bacana que conta com guitarras e baixo trabalhando perfeitamente em conjunto. A métrica dessa canção é bem bacana, assim como o arranjo simples, mas muito eficiente, característica que se encontra também no refrão. Uma ótima canção que merece múltiplas audições.

Winger circa 1990: Taylor, Morgenstein, Winger e Beach
"Baptized By Fire" começa com uma introdução acústica que logo se transforma em uma dose cavalar de hard rock onde destaco o excelente trabalho de baixo e bateria, criando uma base pesada onde guitarras pontuais surgem conferindo peso e melodia na medida certa. Arranjo certeiro, bridges envolventes e refrão matador fazem dessa canção outro destaque do álbum, assim como a safada "You Are The Saint, I Am The Sinner", rocker caprichado que conta com guitarras infernais e um refrão arrepiante, o que implica dizer que essa canção merece múltiplas audições no volume máximo, assim como "In The Heart Of The Young", mid-pacer excelente que conta com guitarras excelentes e um arranjo envolvente, assim como um refrão arrepiante. Temos aqui outro destaque do álbum, sem dúvida alguma. E essa edição japonesa tem duas bonus tracks muito bacanas: "All I Ever Wanted" é um rocker descomunal que acabou sendo retirado do álbum pelo produtor Beau Hill sob a afirmação que a canção era pesada demais e destoava do resto. Bobagem sem tamanho que acabou sendo retificada nessa reedição que também inclui um remix para "Headed For A Heartbreak", baladaça que foi um dos grandes sucessos do primeiro álbum da banda. Aqui, a canção ganhou um tratamento mais radio oriented no que tange a produção, com os teclados mais realçados e o baixo levemente mais pesado. E acreditem, ficou muito bacana.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "In The Heart Of The Young" é um álbum imprescindível para quem curte o bom e velho hard rock made in the U.S.A. do final da década de 80. Aliando canções excelentes e a exímia produção do veterano Beau Hill, o Winger conseguiu se firmar como um nome a ser respeitado dentro do cenário musical daquela época. Pessoalmente, tenho esse álbum como o meu favorito dentro da discografia da banda e o recomendo descaradamente à qualquer pessoa que se declare amante dos bons sons e que, por algum motivo, ainda não o conheça. Se você já conhece o álbum, pode atestar a qualidade do material, mas se ainda não teve a oportunidade de ouví-lo, não faz idéia do que está perdendo...

WINGER - In The Heart Of The Young
Originally released in 1990, via Atlantic Records
Re-issued in 2009 via Warner Music Japan, in 2009
Cat. # WPCR-13580

Tracklist

01 Can't Get Enuff
02 Loosen Up
03 Miles Away
04 Easy Come Easy Go
05 Rainbow In The Rose
06 In The Day We'll Never See
07 Under One Condition
08 Little Dirty Blonde
09 Baptized By Fire
10 You Are The Sain'I Am The Sinner
11 In The Heart Of The Young
12 All I Ever Wanted
13 Headed For A Heartbreak ('91 Remix)


Lineup
Kip Winger: vocals, bass, keyboards
Reb Beach: guitars, vocals
Rod Morgenstein: drums, percussion
Paul Taylor: guitars, keyboards, vocals


Guest musicians
Nate Winger: backing vocals
Paul Winger: backing vocals
Chris Botti: trumpet on "Rainbow In The Rose"
Michael Davis: trombone on "Rainbow In The Rose"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...