sexta-feira, 16 de maio de 2014

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Os neo-zelandeses do Dragon já tinham respeitáveis 26 anos de carreira quando o álbum "Bondi Road" estava prestes a ser lançado. Tendo a árdua tarefa de suplantar o clássico de 1986 "Dreams Of Ordinary Men" (quando a banda, toda reformada, viajou pela Europa com Tina Turner, sob o nome de Hunter), o novo álbum deixava a sonoridade americanizada para trás e resgatava os bons sons que os irmãos Marc Hunter (R.I.P.) e Todd Hunter faziam tão bem. E o single escolhido para anunciar o retorno da banda à suas origens foi "Young Years", um rocker com aquela sonoridade tipicamente australiana e que apresentava (mais uma vez) um novo lineup.

A ótima "Young Years" (assista ao vídeo aqui) se apresenta com uma breve introdução acústica, mas que logo ganha a companhia de toda a banda, incluindo um saxofone. O arranjo, relativamente simples, coloca o baixo e uma guitarra acústica na linha de frente, com a bateria completando a base. O andamento é empolgante e a métrica se encaixa perfeitamente no conjunto que conta com um refrão explosivo, onde backing vocals bem postados conferem um brilho a mais. Uma excelente canção que merece múltiplas audições com volume máximo, especialmente em um dia de sol.

Já o rocker "Runaway" tem guitarras à frente, acompanhadas por teclados inofensivos. O arranjo mais trabalhado inclui um solo de saxofone muito bacana, além de um baixo pulsante ao longo da canção, especialmente notável no refrão e b-sections, assim como os metais sintetizados. O andamento é mais dinâmico e agradável, resultando em mais uma  ótima canção que é, sem dúvida, merecedora de sua atenção. Recomendo múltiplas audições...

Dragon, circa 1989: Marc, Todd e Alan
E "Bondi Road" chega com baixo pesado e um riff envolvente logo no início, revelando o andamento mais cadenciado dessa canção. Gosto muito do arranjo simples e eficiente, em especial das intermissões dos teclados nas linhas incessantes da guitarra e bateria. O refrão, que conta com excelentes backing vocals,  empolga sem esforço e cumpre seu papel com tranquilidade. Ainda, cabe destacar a emocionante interpretação de Marc Hunter, em um de seus melhores momentos. Mais uma vez, volume máximo e janelas abertas caem bem para curtir esse som.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Young Years" serve como cartão de visitas à quem ainda não está familiarizado com os excelentes sons do Dragon. Se você curte aquele Aussie AOR, cuja sonoridade é sempre bastante característica (e quem é versado nos bons sons da terra dos cangurus sabe do que estou falando), vai babar arco-íris com o material da banda que se mantém na ativa, mesmo após o trágico falecimento de Marc Hunter em Julho 1998, vítima de um câncer esofágico. Com várias formações e trafegando entre sonoridades localizadas entre o AOR e o AC Rock, o Dragon permanece como um dos grandes nomes da música australiana, prestando excelentes serviços desde 1973. Se você ainda não conhece o som desses caras, não faz ideia do que está perdendo...

DRAGON - Young Years CDS
Released in 1989 via Wheatley Records
Cat. # CCD 004

Tracklist
01 Young Years
02 Runaway
03 Bondi Road

Lineup
Marc Hunter: vocals
Todd Hunter: bass, backing vocals
Alan Mansfield: keyboards

Guest Musicians
David Hirschfelder: keyboards
Mike Caen: guitars
Tommy Emmanuel: guitars
Mitch Farmer: drums
Andrew Oh: sax
Mark Collins: banjo
Wendy Matthews: backing vocals
Mary Azzopardi: backing vocals

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Existem várias bandas por aí que buscam emular os excelentes sons do Toto , mas poucas conseguem resultados satisfatórios, ainda mais qua...