segunda-feira, 10 de novembro de 2014

MARK BOALS ASSUME POSIÇÃO DE SEAN McNABB NO DOKKEN

Mark Boals é novo baixista do Dokken
No último final de semana, explodiu a notícia de que Don Dokken havia substituído o baixista Sean McNabb por Mark Boals em sua banda. E isso não era boato.

Em entrevista concedida ao The Classic Metal Show, ele explicou os motivos pelos quais a substituição foi necessária.

Disse Dokken: "Sean está envolvido em interpretação e projetos solo e outras bandas. Sean é um cara muito motivado e tem muita coisa acontecendo para ele, mas eu preciso de um baixista que queira estar no Dokken... não estar no Dokken para se promover, se é que você me entende".

Em seguida, ele relatou um desentendimento entre os dois... no palco: "Houve uma vez em que eu pedi para que ele abaixasse o volume do baixo porque ele estava anulando todos os outros no palco. Ele não fez nada. Então, fui até o amplificador e abaixei o volume. Ele foi até lá e aumentou novamente. Você não faz isso no Dokken. Você não faz isso em banda nenhuma. Se você faz uma coisa dessas no Whitesnake ou no Judas Priest ou em qualquer banda... se você tem essa atitude como um músico contratado e  encara o vocalista quando ele lhe diz para abaixar o volume, e ele abaixa o volume e você aumenta outra vez, você acaba com sua bunda em um ônibus, voltando para casa. Essa foi a gota d'água. Como Sean disse, ele estava se autopromovendo. E eu disse, 'bem, essa banda é chamada Dokken, não McNabb'".

Ainda, houve tempo para mais uma "espetada": "Mas eu acho que falta no Dokken aquilo que nos tornou famosos. As harmonias. É muito difícil substituir Jeff Pilson. Ele toca baixo com palheta, o que me agrada. Eu não gosto de quem toca com os dedos. Não é a mesma coisa. Gosto do estilo de baixistas como Peter Baltes, que usa palheta, e Sean não usa. Então, não temos muito 'ataque'. Eu precisava de um ótimo vocalista que fosse talentoso como Jeff Pilson. A falta dele é muito sentida".

Finalmente, Dokken falou sobre Boals: "Então acabei conhecendo Mark Boals, que tocou com Ted Nugent. Ele também gravou quatro álbuns com Yngwie Malmsteen e é um grande vocalista. Eu não perguntei se ele queria se juntar ao Dokken porque imaginei que ele era um vocalista e era isso que ele fazia, Então fizemos uma apresentação há uns meses e ele estava fazendo uns shows acústicos comigo e ele disse 'eu toco baixo'. Eu respondi 'vamos fazer uns shows juntos e ver como as coisas vão'. Então ensaiei com Mark nos vocais, comigo e Mike, e ficou excelente. As pessoas comentavam na internet 'eu vi o Dokken e as harmonias estavam incríveis'. Então lhe perguntei 'você quer ser o baixista?' E ele respondeu 'sim'. E eu disse 'você está dentro'".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BREAKING NEWS

* O Autograph lançou "Get Off Your Ass" , nova canção que faz parte do novo álbum da banda, a ser lançado em 06 de Outubro. Ou...