sexta-feira, 8 de maio de 2015

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

No ano passado, a House Of Lords surpreendeu muitos fãs com a sonoridade apresentada no excelente "Precious Metal", álbum que trazia os elementos mais tradicionais da sonoridade da banda mesclados com momentos mais pesados, resultando em um trabalho que, mesmo sendo diferente do que se esperava, ainda mantém a aura (e soa como) a House Of Lords. Pois bem, com a chegada de "Indestructible" fica claro que a banda encontrou uma nova direção musical e parece disposta a investir nela. O novo álbum da banda reproduz a fórmula de seu antecessor com mais ênfase, mas tendo o cuidado em manter sua identidade musical para soar como a House Of Lords.

A proposta musical da banda está mais evidenciada em rockers explosivos como "Go To Hell" e "Indestructible", além de "Die To Tell" e "Another Dawn", quatro destaques do álbum que contém as tradicionais melodias da banda envolvidas em uma aura mais pesada, mas sem sacrificar o aspecto melódico, assim como foi visto - e ouvido - em "Precious Metal". Volume máximo e múltiplas audições são recomendadas.

Entretanto, "100 Mph" é um rocker que me remete à "Demons Down", meu álbum favorito da House Of Lords. especialmente no refrão. Outra canção que faz a ponte com o passado é "Pillar Of Salt", um mid-pacer envolvente com refrão poderoso, ma melhor tradição da banda. Uma vez mais, recomendo audições múltiplas e volume máximo.

"Call My Bluff" é um radio friendly rocker que serve como ponte entre os momentos distintos que a House Of Lords criou ao longo dos anos, reunindo aquela sonoridade clássico com os elementos contemporâneos que são abraçados agora, assim como a excelente "Eye Of The Storm", mid-pacer que apresenta os mesmos elementos, à exceção do caráter radio friendly. Finalmente, "We Will Always Be One" é uma balada com estrutura e sonoridade clássicas, áreas onde a House Of Lords sente-se confortável e, por isso mesmo, desempenha sua função com maestria criando outro belo momento no álbum.

House Of Lords: Bell, Christian, McCarvill e Zampa
Em resumo, caríssimas e caríssimos, se você não está satisfeito com a nova sonoridade da House Of Lords, azar o seu. Com "Indestructible", o quarteto se mostra disposto a investir na nova direção musical e cria um cenário onde passado e presente estão estreitamente ligados através de doses bem calculadas de peso em suas canções. Eu concordo que sempre existe um grau de risco quando uma banda estabelecida se aventura com uma sonoridade diferente, mas convenhamos, o que a House Of Lords faz agora soa mais como uma evolução natural de sua discografia do que como uma novidade propriamente dita. Se você é fã de longa data da banda e ouve seus trabalhos com cuidado, certamente sabe do que estou falando. Portanto, afirmo sem medo que "Indestructible" é outro grande álbum da discografia da House Of Lords, um trabalho que dá continuidade ao que nos foi apresentado no ano passado e que já cria expectativas sobre o que o futuro nos reserva...

HOUSE OF LORDS - Indestructible
To be released on June 05th via Frontiers Records
Cat. # not available

Tracklist
01 Go To Hell
02 Indestructible
03 Pillar Of Salt
04 100 Mph
05 Call My Bluff
06 We Will Always Be One
07 Die To Tell
08 Another Dawn
09 Eye Of The Storm
10 Ain't Suicidal
11 Stand And Deliver

Lineup
James Christian: vocals, keyboards
Jimi Bell: guitars 
Chris McCarvill: bass
B.J. Zampa: drums

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...