sexta-feira, 4 de setembro de 2015

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Pouco depois de lançar o primeiro - e único - álbum da Diamond Dawn, o vocalista Alexander Strandell deixou a banda, surpreendendo a todos. Apesar de ser um trabalho consistente, o álbum pecou por excesso em aluns pontos e por omissão em outros. Ainda, a inevitável comparação com o H.E.A.T. só chamou ainda mais a atenção para os pontos onde o trabalho apresentou inconsistências. Mas parece que Strandell resolveu os problemas e acertou e cheio com "Revolution", álbum que marca a estréia da Art Nation no universo dos bons sons. Com músicos competentes e uma excelente seleção do melhor AOR/Melodic Rock sueco contemporâneo, esse trabalho desponta como uma das boas surpresas de 2015, e não é para menos.

As infernais radio friendly "Need You To Understand", "3000 Beats" e a frenética "I Want Out" fazem as honras e mostram o que vem pela frente: melodias empolgantes, refrões memoráveis e vocais poderosos, tudo funcionando com precisão e na medida exata em um álbum que apresenta três de seus destaques logo no início, todas merecedoras do volume máximo e janelas abertas, além de nenhuma moderação.

A bombástica "Number One", a empolgante "Don't Wait For Salvation" (outro destaque radio friendly) e a arrepiante "All The Way" (outro destaque) seguem mostrando que qualidade não é acidental. Mais três excelentes canções que merecem volume máximo!

Mas tem mais!!! Não há como negar que as radio friendly "Moving On", "Here I Am" e "All In" merecem figurar entre os destaques do álbum, apresentando melodias envolventes e refrões explosivos, na melhor tradição sueca dos bons sons. Impossível ficar fisicamente indiferente à essas canções,

Art Nation: Borg, Gudmundsson, Strandell,
Tudén, Gustavsson e Hedström
 
"Look To The Sky" é uma balada intimista, apresentada no formato piano e voz. Por um lado, traz toda a qualidade vocal de Mr. Strandell para a linha de frente, mostrando sua qualidade  e versatilidade como intérprete. Mas por outro lado, um arranjo no estilo power ballad teria caído melhor dentro do contexto do álbum. Enfim, ouçam e tirem suas próprias conclusões.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, a Art Nation desponta como um dos trabalhos mais bacanas do ano. Ainda, o álbum mostra o que a Diamond Dawn poderia ter sido, musicalmente falando. Em "Revolution", o cuidado com os excessos é aparente e revela uma banda competente, com ótimas canções e e um vocalista perfeito para o que a banda propõe. Belíssimo álbum, consistente e convincente, e que merece, sem dúvida alguma, um lugar em sua coleção...

ART NATION - Revolution
Released in August 2015, via AOR Heaven
Cat. # not available

Tracklist
01 Need You To Understand
02 3000 Beats
03 I Want Out
04 Number One
05 Don't Wait For Salvation
06 All The Way
07 Start A Fire
08 Moving On
09 Here I Am
10 Look To The Sky
11 Wage War Against The World
12 All In

Lineup
Alexander Strandell: vocals
Christoffer Borg: guitars
Carl Tudén: drums
Johan Gustavsson: guitars
Simon Gudmundsson: bass
Theodor Hedström: keyboards

3 comentários:

Ricardo DeStefano disse...

Concordo com a resenha!!

Num dos grupos do Face, eu disse que esse disco é uma evolução e amadurecimento do Diamond Dawn, fazendo o mesmo parecer uma banda juvenil diante de um atual veterano!

Rafael Lopes disse...

Excelente álbum! Boa resenha!

Diógenes Soares disse...

Também gostei e concordo com tudo o que foi dito, principalmente sobre o amadurecimento com relação ao Diamond Dawn.

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Três anos depois de despontar como uma força a ser reconhecida no universo dos bons sons, o Tyketto dava sequência a sua carreira com &q...