terça-feira, 3 de novembro de 2015

AGORA É OFICIAL: DEEN CASTRONOVO NÃO É MAIS BATERISTA DO JOURNEY

Deen Castronovo se despede melancolicamente do Journey
Em entrevista concedida ao Ultimate Classic Rock, o baterista confirmou a informação que já vinha sido comentada como mero boato.

Castronovo foi perguntado como toda a situação legal em que se meteu havia afetado sua posição no Journey. Sua resposta foi imediata: "Fui demitido no dia 10 de Agosto. Fui desligado da banda".

O baterista foi mais longe, comentando: "Eles não haviam se manifestado oficialmente mas, sim, eu fui demitido. Eu estava em tratamento naquele período e sou muito agradecido por ter estado em tratamento para poder absorver tudo aquilo porque foi devastador. Mas enfim, você sabe, o Journey tem um legado estelar e eu manchei aquilo e eles fizeram a coisa certa. Eles fizeram o que precisavam fazer".

Castronovo ainda explicou: "Não porque estavam me punindo, porque não era esse o foco. Não fizeram nada disso. Eles fizeram aquilo porque me amavam e queriam me ver vivo. Essa é a beleza da coisa toda. Não foi nada do tipo 'Oh, vamos chutá-lo da banda porque ele é um perdedor e um viciado em drogas'. Eles sabiam que eu não poderia consertar as coisas se estivesse em uma tour ou trabalhando com a banda, ou se ficasse em um entra e sai. Eu precisava de um período sólido de recuperação e também colocar isso em primeiro lugar, e a banda fez a coisa certa. Sim, foi horrível e devastador, porque eles são como irmãos para mim, mas eles fizeram a coisa certa, cara. Eles sabiam que eu precisava mais do que alguns meses para colocar as coisas em ordem, porque isso tudo não será resolvido do dia prá noite".

O talentosíssimo Deen Castronovo estava com o Journey desde 2001, mas já havia tocado com Tony MacAlpine, Marty Friedman, Steve Vai e Ozzy Osbourne (entre outros), além de ter integrado inúmeras bandas, incluindo Bad English, Hardline, Cacophony e Soul Sirkus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...