sexta-feira, 13 de novembro de 2015

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Recentemente, Serafino Perugino (presidente da Frontiers Records) postou uma cara aberta à todos que reclamam dos projetos mirabolantes que ele cria. Uma atitude absolutamente desnecessária, na minha opinião, mas enfim... Ah, você pode ler a declaração (em inglês) clicando aqui. Mas há que se dar crédito quando a coisa funciona bem e o projeto Find Me é um belíssimo exemplo disso. Foi por intermédio de Perugino que o músico, compositor e produtor sueco Daniel Flores se reuniu com o espetacular vocalista Robbie LeBlanc, parceria que resultou no ótimo "Wings Of Love", lançado em 2013 e que foi um dos melhores álbuns de AOR daquele ano. Pois agora, a dupla volta à ativa com "Dark Angel", trabalho que supera facilmente seu antecessor, em qualquer aspecto.

As canções são absolutamente radio friendly, cativantes e empolgantes como todo bom AOR (contemporâneo ou clássico) deve ser. Com estruturas melódicas muito bem construídas e fantasticamente interpretadas por LeBlanc, "Dark Angel" surge na reta final de 2015 como uma belíssima surpresa e forte candidato ao título de "álbum do ano", e não é nada difícil entender o porque desse favoritismo todo.

É bastante difícil apontar destaques em um tracklist tão coeso, cujas canções definem perfeitamente a identidade do álbum, mas não como negar que os rockers "Nowhere To Hide", "Dark Angel", "Midnight Memories" e "Did You Feel Any Love?" são doses cavalares do melhor AOR contemporâneo, com b-sections fantásticas e refrões simplesmente arrasadores, tudo isso interpretado pelo quase sobrenatural Robbie LeBlanc. Recomendo audições múltiplas, volume máximo, janelas abertas e uns fogos de artifício, porque você você vai se empolgar, tenho certeza...

Entretanto, não se pode ignorar a ótima "Let Love Rule" e as descomunais "Face To Face" e "Another Day" (que remete aos bons sons do Work Of Art e que conta com a participação de Angelica Rylin), além da explosiva "Where Do I Go From Here?" e da surpreendente regravação de "I'm Free", clássico de Kenny Loggins originalmente lançado em 1984 na trilha do filme "Footloose". Múltiplas audições são mais que recomendadas...

Find Me: Robbie LeBlanc e Daniel Flores
E o que dizer dos monstruosos mid-pacers "Bleed In The Rain" e "Don't Slip Away"? Gratas surpresas que despontam quando você acha que não há como o álbum lhe surpreender. E ainda há  "Forever", power ballad simplesmente maravilhosa e que furta de adjetivos para descrevê-la e somente uma série de audições cuidadosas poderá fazê-los entender o quão linda essa canção é.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, o retorno do Find Me ao cenário não poderia ter acontecido de maneira mais relevante. Não apenas a dupla Flores/LeBlanc volta em grande estilo, mas também - e principalmente - apresentam um álbum que, pessoalmente, soa irretocável sob qualquer aspecto. Com canções espetaculares, exímia produção e um vocalista simplesmente perfeito, não havia como o projeto dar errado. Afirmo sem medo que "Dark Angel" é um dos melhores álbuns de 2015 e seríssimo candidato ao título de "Álbum Do Ano". Ah, e antes que venham os chatos dizer que o álbum "não traz nada de novo", aguardem o novo trabalho do Chimbinha e se divirtam com "coisa nova". O Find Me chega atropelando tudo e todos na reta final do ano, queriam vocês ou não...

FIND ME - Dark Angel
To be released on Dec. 04th, via Frontiers Records
Cat. # FR CD 713

Tracklist
01 Nowhere To Hide
02 Let Love Rule
03 Forever
04 Another Day (Featuring Angelica Rylin)
05 Dark Angel
06 Bleed In The Rain
07 Face To Face
08 Where Do I Go?
09 Midnight Memories
10 Don't Slip Away From Me
11 Did You Feel Any Love?
12 I'm Free

Lineup
Robbie LeBlanc: vocals, backing vocals
Daniel Flores: drums, keyboards, backing vocals
Philip Lindstrand: guitars, bass, backing vocals
Sören Kronqvist: keyboards

Guest musicians
Angelica Rylin: vocals on "Another Day", backing vocals
Christopher Vetter: guitars
Thomas Vikstrröm: backing vocals
Redas Jefisovas: backing vocals

3 comentários:

Pablo Prataviera disse...

pra mim, ja é e vai ser o album do ano,simplesmente espetacular!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Rafael Lopes disse...

Sensacional! Melhor álbum do ano! "I m free" do Kenny Loggins foi uma surpresa incrível!

Rafael Lopes disse...

Sensacional! Melhor álbum do ano! "I m free" do Kenny Loggins foi uma surpresa incrível!

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Três anos depois de despontar como uma força a ser reconhecida no universo dos bons sons, o Tyketto dava sequência a sua carreira com &q...