sexta-feira, 20 de novembro de 2015

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Em 2013, os canadenses do Harem Scarem lançaram a regravação completa do clássico álbum "Mood Swings", adicionando três ótimas canções inéditas aos tracklist. A reação dos fãs foi imediata, confirmando que a banda ainda tinha muito com o que contribuir e, assim sendo, a massa exigiu um novo trabalho. Atendendo a pedidos, "Thirteen" foi lançado no ano passado, tendo sido totalmente financiado pelo fãs. 

E durante a tour promocional (que contou com a ilustre presença de Darren Smith, o batera original da banda), o Harem Scarem passou por Toronto (cidade natal da banda) e gravaram sua apresentação no tradicional Phoenix Theatre, onde executaram um setlist matador, repleto de grandes sucessos e material de seu mais recente álbum de estúdio.

O primeiro disco conta com os excelentes rockers "Garden Of Eden", "The Midnight Hours" e "Killing Me" representando o mais recente trabalho do Harem Scarem. Ainda, as demolidoras "Hard To Love", "Dagger" e "Distant Memory" mantém o alto nível e pegada forte. E não se pode deixar de mencionar a envolvente instrumental "Mandy" (que ganha uma dimensão muito maior ao vivo) e a destruidora "Slowly Slipping Away", cuja performance é um dos pontos altos do show.

Já no segundo disco o desfile de bons sons tem início com a arrasadora "Sentimental Blvd." (em uma performance matadora do batera Darren Smith), seguida pela envolvente "Stranger Than Love" e por outros rockers matadores como "Saints And Sinners", a ótima "Human Nature", "Change Comes Around" e culminando com "No Justice", em um final digno dos grandes shows.

Harem Scarem 2015: Hess, Smith, Lesperance e Miczek
Álbuns ao vivo costumam ser óbvios, especialmente quando a banda em questão está na ativa há tempos, como é o caso do Harem Scarem. O registro desse show é óbvio, sem dúvida, mas há que se ressaltar as escolhas acertadas das canções mais recentes incluídas em um setlist carregado de material já consagrado pelos fãs. Ainda, a mixagem do álbum - especialmente a bateria - está excelente, um detalhe que não é comum mesmo em gravações recentes. 

Finalmente, o Harem Scarem mostra que está em plena forma, com Harry Hess entregando performances certeiras, acompanhado pelo irretocável Pete Lesperance e pelo sempre ótimo Darren Smith, além do novato Stan Miczek, que mandou muito bem no baixo. Afirmo sem medo de errar que "Live At The Phoenix" é o melhor registro ao vivo do Harem Scarem e mesmo que viesse sem DVD/Blu-Ray, esse álbum já mereceria um lugar em sua coleção. Mas como é acompanhado pelo registro em vídeo então, se torna mais que obrigatório...

HAREM SCAREM - Live At The Phoenix
To be released on Dec. 04th, via Frontiers Records
Cat. # FR CD 176

Tracklist Disc I
01 Garden Of Eden
02 Hard To Love
03 Saviour Never Cry
04 Dagger
05 Distant Memory
06 The Midnight Hours
07 Mandy
08 Killing Me
09 Slowly Slipping Away
10 Troubled Times

Tracklist Disc II
01 Sentimental Blvd.
02 Turn Around
03 Stranger Than Love
04 All I Need
05 Saints And Sinners
06 So Blind
07 Human Nature
08 Voice Of Reason
09 Change Comes Around
10 No Justice

Lineup
Harry Hess: vocals, guitars
Pete Lesperance: guitars, vocals
Darren Smith: drums, vocals
Stan Miczek: bass

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...