sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

A década de 80 viu o surgimento de excelentes bandas e artistas que, infelizmente, nunca tiveram um lugar ao sol, apesar de terem deixado trabalhos marcantes pelo caminho. Um desses artistas atende pelo nome de Jimmy Harnen que, em 1989, lançou o espetacular "Can't Fight The Midnight", um álbum composto absolutamente pelo melhor radio friedly AOR que a época podia oferecer. Com um punhado de ótimas canções interpretadas por um ótimo vocalista e executadas por um time de primeiríssima grandeza, é quase inexplicável como esse álbum passou despercebido.

Guitarras à frente e discretos teclados estão presentes em todas as canções, notadamente nos ótimos rockers "Hello", "When The Midnight Comes" e na explosiva "All Those Years" (um dos destaques do álbum), sempre com refrões envolventes e impulsionados por backing vocals poderosos. 

A frenética "Little Nikki" poderia figurar em qualquer trilha sonora daqueles filmes adolescentes da década de 80, com um arranjo que privilegia o baixo, enquanto "I Don't Mind" é um retrato do radio rock norte-americano dos anos 80, assim como "Southern Lady" e a excelente "For All The Wrong Reasons" (mais um destaque do álbum), que conta com um sax caprichado.

"If She Cries" é uma balada bem tradicional dos anos 80 (seja no arranjo ou andamento) mas que agrada em cheio qualquer entusiastas daquela época,  já que sua estrutura contém todos os elementos clássicos, desde a introdução teclados+voz até o solo meloso de guitarra. Mas o grande destaque desse álbum fica com "No Reason In The World", uma balada matadora que me remete aos melhores sons de David Hallyday, com introdução acústica que vai crescendo aos poucos, até culminar em um refrão explosivo, pontuado por teclados delicados que contrastam com a força dos vocais.

Jimmy Harnen, circa 1989
Também vale mencionar "Where Are You Now?", balada originalmente gravada por Harnen quando era baterista da banda Synch, em 1986. Na época, essa canção atingiu a posição #77 no Billboard Hot 100, mas a regravação de Harnen a colocou na invejável posição #10 da mesma parada.

Enfim. se você é um entusiasta dos bons sons da década de 80 (assim como eu), Jimmy Harnen é um nome a ser lembrado. Esse seu único trabalho é de uma qualidade absurda (como se imagina pelos músicos envolvidos) e, por isso mesmo, é difícil entender como ele permaneceu nas sombras. Seja como for, "Can't Fight The Midnight" segue a mesma linha melódica de gente como Eddie Money e Henry Lee Summer, dois ícones dos anos 80. Se essa é a sua praia, Jimmy Harnen vai surgir como uma belíssima surpresa...

JIMMY HARNEN - Can't Fight The Midnight
Released in 1989 via CBS Records
Cat. # PK 45243

Tracklist
01 Hello
02 When The Midnight Comes
03 If She Cries
04 All Those Years
05 Little Nikki
06 I Don't Mind
07 No Reason In The World
08 Southern Lady
09 For All The Wrong Reasons
10 Boy In Love
11 Where Are You Now?

Musicians
Jimmy Harnen: vocals
Guitars: Steve Lukather, Michael Thompson, Tim Pierce, Jon Lorance, Albert Lee
Bass: Randy Jackson
Drums: Mike Baird
Keyboards: Phil Shenale
Backing vocals: Tommy Funderburk, Kevin Cronin, Bill Champlin, Bob Caloca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO

Caríssimas e caríssimos Hoje me dirijo à São Paulo para o show dos irlandeses do U2. Com isso, a Recomendação Da Semana não será...