sexta-feira, 21 de julho de 2017

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

No final da década de 90, a hoje toda poderosa Frontiers Records ainda estava nas fraldas e um de seus primeiros lançamentos - o décimo, para ser exato - foi o excelente "Heaven", o sexto álbum de material (então) inédito do renomado e já bastante reconhecido Stan Bush. Esse álbum foi o segundo a ter o acompanhamento da Barrage (a primeira vez aconteceu em 1987) e a sonoridade é característica de Mr. Bush, onde as guitarras são o centro das atenções, dividindo espaço com vocais arrasadores. Com uma série de belíssimas canções e um grupo de músicos absolutamente excelentes, "Heaven" marcou época e soa absolutamente contemporâneo, 19 anos após seu lançamento.

O álbum abre com "Hard To Find An Easy Way", um rocker cavalar escrito em parceria com Brett Walker (e originalmente gravado por ele em 1994, no clássico "Nevertheless", cuja resenha pode ser lida aqui) e que retrata perfeitamente a sonoridade característica de Stan Bush, onde camadas de guitarras se sobrepõe impulsionadas por vocais precisamente distribuídos e evidenciados em refrões arrebatadores. Em seguida, "Cross That Line" e "Didn't I" dão continuidade ao desfile do mais tradicional AOR "made in the U.S.A.", corroborando as particularidades da sonoridade que tornou Mr. Bush um dos mais respeitados nomes do universo AOR. Múltiplas audições e volume máximo são absolutamente recomendados para cada uma dessas canções.

Mais cadenciado e envolvente, "Joanna" é um daqueles rockers com estrutura bastante simples e altamente cativantes, com riffs precisos e refrões explosivos, sendo essa uma característica recorrente nos excelentes rockers "Heaven" e "Promises", ambas dignas de múltiplas audições e aquela tradicional falta de moderação que tanto nos agrada.

Na reta final do álbum temos "Dreamin'" e a descomunal "My Father's Son", duas verdadeiras pancadas sonoras que colocam um tremendo sorriso em seu rosto sem que você perceba. Uma dose vital de AOR capaz de fazer hiena parar de rir. Múltiplas e incessantes audições com aquele volume máximo de sempre.

Mas ainda devo mencionar "Beginners Luck" e "Love Don't Come Easy", duas baladas com uma inegável aura oitentista que somente Mr. Bush sabe criar. Arranjos simples, porém muito eficazes, e interpretações certeiras fazem ambas as canções merecedoras de sua total e irrestrita atenção.

O legendário Stan Bush, circa 1997
Em resumo, caríssimas e caríssimos, não tenho receio em apontar "Heaven" como um dos mais consistentes e mais interessantes trabalhos de Stan Bush. Me agrada demais o fato de as características marcantes de sua música permanecerem intactas nesse trabalho e quem conhece seus álbuns pode confirmar. Ainda, as canções reunidas criaram um tracklist poderoso, absurdamente envolvente e de alto nível. Apesar de todos esses predicados, "Heaven" passou batido pelos radares desavisados de muita gente e foi uma conversa na tarde de quarta-feira que me levou a recomendá-lo aqui. Assim sendo, caso você não seja familiarizado com o trabalho de Stan Bush (cujo novo trabalho será lançado ainda em 2017 com o nome de "Change The World"), posso atestar que "Heaven" é um belíssimo cartão de visitas. Um álbum simplesmente obrigatório em sua coleção...

STAN BUSH AND BARRAGE - Heaven
Released in 1998 via Nippon Crown Co. Ltd (Japan)
Cat. #CRCL - 4559

Tracklist
01 Hard To Find An Easy Way
02 Cross That Line
03 Didn't I
04 Joanna
05 Beginners Luck
06 Heaven
07 Promises
08 Dreamin'
09 Love Don't Come Easy
10 My Father's Son

Musicians
Stan Bush: vocals
Brett Walker: guitars, bass, drums, keyboards
Randy Cantor: guitars, bass, drums, keyboards
Jack Ponti: guitars, bass, drums, keyboards
Jeff Silverman:guitars, bass, drums, keyboards
Kevin Dukes:guitars, bass, drums, keyboards
Don Kirkpatrick: guitars
Rocket Richotte: guitars
Brett Tuggle: keyboards
Rick Seratte: keyboards
Greg Bissonette: drums
Jack White: drums
Mike Seifrit: bass

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BREAKING NEWS

* O Autograph lançou "Get Off Your Ass" , nova canção que faz parte do novo álbum da banda, a ser lançado em 06 de Outubro. Ou...