sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Há três anos, os britânicos do Blood Red Saints debutaram no universo dos bons sons com "Speedway", álbum que dividiu opiniões e que ainda não convenceu muita gente, apesar de suas evidentes qualidades (especialmente no quesito produção). Com uma sonoridade que apresenta peso e melodias na medida certa, a banda trocou de gravadora e retorna ao cenário com "Love Hate Conspiracies", álbum que apresenta - de maneira geral - a mesma receita do anterior, mas sem ser uma mera cópia. Se o trabalho de estréia da banda lhe agradou, o novo material deverá ter o mesmo efeito

O álbum é bastante coeso, mas apresenta momentos bastante distintos. No primeiro, a banda traz rockers onde o peso predomina, como se nota na frenética "Live & Die", na envolvente "Wake Up" (um dos destaques do álbum) e também na linda balada "Exit Wounds" (outro destaque e que me remete ao Harem Scarem).

Com a mesma qualidade, temos a excelente "Something In Your Kiss" (mais um destaque) e a empolgante "Love Hate Conspiracies" (destaque com backing vocals que me remetem ao Def Leppard, circa 1996, e refrão matador no melhor estilo Harem Scarem) que, assim como as canções anteriores, são merecedoras de sua total atenção e daquelas tradicionais múltiplas audições (air guitars e air drums recomendados).

Blood Red Saints, circa 2018: Revill, Hibbs,
Chemney, Naylor e Godfrey
Em um segundo momento, as melodias são mais favorecidas e surgem canções como a ótima balada "Arms Wide Open" (outro destaque do álbum) e os rockers "Is It Over?" (destaque do álbum, apesar da introdução moderninha e do teclado insuportável), "Sometimes" (destaque absoluto) e "Turn On The Night", destaque que fecha o álbum com propriedade e aquela recomendação de múltiplas audições.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Love Hate Conspiracies" não é nenhuma novidade, mas me agradou mais que o primeiro álbum do Blood Red Saints, mostrando uma evolução nas composições e também nas interpretações. A produção está mais enxuta, o que soa bacana em alguns momentos, mas não no álbum todo. Seja como for, o novo trabalho do Blood Red Saints mostra a banda em uma curva ascendente, com um álbum bem bacana e merecedor de sua atenção.

BLOOD RED SAINTS - Love Hate Conspiracies
Released on January 2018 via AOR Heaven
Cat. #AORH00161

Tracklist
01 Another Freak
02 Live & Die (assista ao vídeo aqui)
03 Wake Up
04 Exit Wounds
05 Something In Your Kiss
06 Love Hate Conspiracies
07 Arms Wide Open
08 Is It Over?
09 Sometimes
10 Rise Again
11 Turn On The Night

Lineup
Paul Godfrey: vocals
Rob Naylor: bass
Lee Revill: guitars
Neil Hibbs: guitars
Adam Chemney: drums

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

O norte-americano Jude Cole - na ativa desde 1979 como músico de estúdio e compositor de aluguel - foi um dos mais reconhecidos nomes d...