quarta-feira, 22 de novembro de 2017

FALECEU DAVID CASSIDY

David Cassidy em uma de suas últimas aparições
públicas, no final de 2016
Nunca fui um "fã" propriamente dito de David Cassidy, mas três de seus álbuns me agradam profundamente e, muito por conta disso lamento seu falecimento.

Ator, vocalista, guitarrista, compositor e produtor, Cassidy é mais conhecido por ter sido integrante da "Partridge Family" (a "Família Dó-Ré-Mi" em terras tupiniquins) na década de 70.

Cassidy sempre permaneceu ativo, lançando uma série de álbuns entre 1972 e 2008, mas como já disse anteriormente,três de seus trabalhos me marcaram e figuram em minha coleção: 

_ "Romance", álbum de 1985 centrado em um pop rock fácil e que conta com as ilustres participações de George Michael e Basia;

_ "David Cassidy", álbum lançado em 1990 e uma pérola AOR, com canções assinadas por Mark Spiro, John Wetton, Michael Dan Ehmig, Mike Reno e outros. Esse trabalho já foi resenhado aqui na casa e você pode encontrar mais detalhes sobre ele clicando aqui;

_ "Didn't You Used To Be....", álbum de 1992 e que trazia uma proposta mais madura e menos evidente, mas com muita qualidade e grandes canções, alguma delas regravadas por Heart ("I'll Never Stop Loving You", também regravada pela Cher) e Robin Beck ("Treat Me Like You Used To").

Em fevereiro último, Cassidy revelou que estava vivendo com demência, condição que sua mãe também apresentou em seus últimos anos. Pouco depois do anúncio, Cassidy se retirou da vida pública após esquecer letras de algumas de suas canções durante um show.

No último dia 18, Cassidy foi hospitalizado com falência de rins e fígado, tendo sido colocado em coma induzido Apenas dois dias depois, ele foi retirado do coma e seu estado era estável, o que animou a equipe médica que esperava por um fígado para transplante. Infelizmente, isso não chegou a acontecer e Cassidy faleceu ontem, aos 67 anos de idade.

Mesmo não tendo sido uma estrela no cenário AOR, é inegável que seu álbum homônimo merecia muito mais destaque, contando com um time invejável de músicos e canções simplesmente arrebatadoras. Se esse trabalho não lhe é familiar, vá até a resenha e veja o que você está perdendo. Posso lhe adiantar o vídeo de "Lyin' To Myself" (assista aqui), 
canção escrita por Cassidy e Sue Shiffrin (sua esposa) e que dá o tom do álbum.

Que descanse em paz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

No universo dos bons sons, o FM é uma referência desde meados da década de 80. Já o Work Of Art é um dos nomes mais relevantes do AOR c...