sexta-feira, 15 de março de 2019

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Oriunda de Tallinn (na Estônia!!!), a First Night foi formada em 2016 e vinha trabalhando em uma série de canções que, aos poucos, eram mostradas no Youtube. Com uma forte e inegável influência 80's em suas composições, o trio chamou a atenção dos amantes dos bons sons e criou-se uma grande expectativa em relação ao trabalho homônimo de estréia dessa banda novata que impressiona pela qualidade. Com pouco mais de 20 canções escritas (de acordo com o vocalista Reneck Sweet), a First Night traz um álbum bem equilibrado, com rockers animados e mid-pacers que agregam mais brilho ao conjunto que já era bem bacana. Se você curte aquela sonoridade 80's (que tantas bandas anunciam, mas não entregam), a First Night é uma bela surpresa.

"First Night" abre o álbum com uma avalanche de teclados acompanhados por um baixo intermitente na linha de frente, criando a base por onde guitarras bem distribuídas surgem de maneira eficiente em um rocker empolgante. Já em "Breaking My Heart" as guitarras têm mais destaque (mas não em detrimento dos teclados), assim como acontece em "Let Me Show My Love To You" e "Stop Dragging Me Around", todos rockers envolventes e merecedores de volume máximo e nenhuma moderação.

Com andamento mais dinâmico, "Dangerous" mantém as guitarras em evidência em um belo momento do álbum, enquanto "Can't Keep Losing" surge como o primeiro mid-pacer, com o tradicional baixo em evidência e guitarras desfilando elegantemente em meio a teclados ocasionais e bem distribuídos. Retomando a linha rocker, "That Ain't Love" traz guitarras e teclados na medida certa, sem exageros em nenhuma frente, assim como acontece em "Night Is Calling Me", outro mid-pacer em formato clássico e muito eficiente, com melodia envolvente e refrão marcante. Uma vez mais, volume máximo e nenhuma moderação.

O rocker "Going Down" mantém guitarras em foco e teclados pontuando a base melódica, além de trazer um refrão envolvente, detalhe que também se apresenta no pomposo mid-pacer "Love Is On The Run" com seu refrão arrepiante, e também no rocker "Out Of The Fire" com sua melodia cativante e refrão explosivo. Finalmente, temos o excelente "I'm Loving You" e o rocker "Endless Night" fechando o álbum de maneira perfeita e com a mesma direção musical apesentada na primeira canção.

First Night, circa 2019: Tivas e Sweet
Em resumo, caríssimas e caríssimos, repito que a First Night é uma das poucas bandas que anuncia a sonoridade 80's e a entrega. Com pouquíssimos exageros, o álbum é muito consistente e segue à risca sua proposta musical sem admitir atalhos ou desvios. A qualidade da produção é assombrosa para um álbum independente e está melhor do que muita coisa lançada por gravadora grande. Assim sendo, se você curte a sonoridade oitentista, a First Night chega como uma boa surpresa ainda no começo do ano, com todas as peças no lugar certo, ótimas canções com um inevitável apelo radio friendly e uma produção acertada para o estilo. Material mais que recomendado...

FIRST NIGHT - First Night
Released independently in 2019
Cat. # AVR-13

Tracklist
01 Intro
02 First Night
03 Breaking My Heart
04 Let Me Show My Love To You
05 Stop Dragging Me Around
06 Dangerous
07 Can't Keep Losing
08 That Ain't Love
09 Night Is Calling Me
10 Going Down
11 Love Is On The Run
12 Out Of The Fire
13 I'm Loving You
14 Endless Night

Lineup
Reneck Sweet: vocals
Mikk Tivas : guitars,backing vocals
Kristjan Aasamäe: drums,backing vocals

Guest Musician
Raiko Henry-Heinla: saxophone

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...