sexta-feira, 30 de março de 2018

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Em 1991, os britânicos do FM começavam a se distanciar do AOR polido que os havia consagrado poucos anos antes, investindo em uma sonoridade mais crua e fortemente influenciada pelo blues. Ainda assim, o ótimo álbum "Takin' It To The Streets" trazia canções que lembravam os áureos tempos da banda e a poderosa "Only The Strong Survive" é um exemplo disso. O segundo single promocional do álbum lançado em 1991 (precedido pela cover matadora da clássica "I Heard It Through The Grapevine", já resenhada aqui) serviu como uma ponte entre a característica mais recorrente na sonoridade do FM e o caminho que a banda começava a trilhar, representado por duas canções inéditas na época.

A arrasadora "Only The Strong Survive" é uma balada com estrutura clássica, além de contar com uma introdução onde guitarras acústica e elétrica dividem o espaço com um teclado precisamente colocado sobre ambas. Os versos são envolventes e conduzem o ouvinte à bridges que resgatam as guitarras, abrindo caminho para um refrão explosivo e impactante, impulsionado pelos sempre impecáveis vocais de Steve Overland. Vale destacar o belo trabalho do guitarrista Andy Barnett, o então novato na banda. A excelente "Only The Strong Survive" se tornaria, justamente, um dos grandes clássicos do FM, tendo permanecido em seu setlist durante anos, sendo apresentada, principalmente, em formato acústico. Uma belíssima canção que merece sua total e irrestrita atenção, em múltiplas audições com volume máximo.

Mas a boa surpresa do single eram, justamente, as outras duas canções que, como já citado, eram inéditas. Duas pancadas sonoras que, até hoje, considero dois belos momentos do FM.

A primeira delas é uma versão incendiária para "Little Bit Of Love", clássico do Free originalmente lançada em 1972. Chega ser covardia comparar a interpretação do grande Paul Rodgers com a de Steve Overland. Também vale dizer que o FM, mesmo respeitando a estrutura melódica da versão original, injetou uma dose cavalar de adrenalina na canção, o que a elevou a outro nível, inevitavelmente. Quem me conhece sabe que sou avesso à covers e coisas do gênero, mas é inegável o ótimo resultado do trabalho do FM nesse caso. Volume máximo e múltiplas audições são mais que recomendadas.

"Primitive Touch" tem a cara do FM desde sua introdução. Com um arranjo que privilegia baixo e teclados (em segundo plano), esse rocker merecia um lugar no tracklist de "Takin' It To The Streets". É uma canção de estrutura simples, precisamente executada e com uma interpretação arrasadora. Confesso que esse é um dos b-sides do FM que mais gosto e, por isso mesmo, recomendo múltiplas audições e volume máximo em cada uma delas.

FM, circa 1992: Goldsworthy, Digital,
Overland, Jupp e Barnett
Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Only The Strong Survive" é um dos singles do FM que mais me agradam, por todos os motivos descritos acima. Ainda, foi um do mais difíceis de adicionar à minha coleção e, assim sendo, ele tem um grande valor sentimental. Mas o que interessa aqui é o valor musical e esse é igualmente grande. Não só a faixa-título é espetacular, mas também ambas as canções que completam o tracklist desse single. Ainda, vale lembrar que, além desse single, os b-sides só aparecem na excelente coletânea "Closer To Heaven", lançada em 1993 exclusivamente no Japão (já resenhada aqui). Por todas essas razões, "Only The Strong Survive" é um digno representante do bom nome do FM e também merecedor de um lugar especial na sua coleção.

FM - Only The Strong Survive CDS
Released in 1992 via Music For Nations
Cat. #CD KUT 145

Tracklist
01 Only The Strong Survive
02 Little Bit Of Love
03 Primitive Touch

Lineup
Steve Overland: vocals, guitars
Merv Goldsworthy: bass, backing vocals
Pete Jupp: drums, backing vocals
Didge Digital: keyboards
Andy Barnett: guitars, backing vocals

Guest Musicians
Leigh Matty: backing vocals
Craig Joiner: backing vocals
Sonia Jones: backing vocals

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

O norte-americano Jude Cole - na ativa desde 1979 como músico de estúdio e compositor de aluguel - foi um dos mais reconhecidos nomes d...