segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

HÁ 35 ANOS, A CLÁSSICA "JUMP" CHEGAVA A POSIÇÃO #1 NO BILLBOARD HOT 100

E lá ficou por impressionantes 5 semanas consecutivas!

"Jump" é considerada, com toda justiça, uma das mais influentes canções de todos os tempos e um os grandes momentos musicais da década de 80.

E não há nenhuma dúvida que essa canção ajudou o espetacular "MCMLXXXIV" a vender 8 milhões de cópias ao redor do planeta em seus primeiros 10 meses pós-lançamento.

Mas há muitos fatos interessantes que orbitaram ao redor de "Jump" e, com base em matéria da Van Halen News Desk, lhes trago aqui alguns deles:

* "Jump" foi a segunda canção a ser gravada no estúdio 5150. A primeira foi uma versão para "In The Midnight Hour" (clássico de Wilson Pickett gravado em 1966) e que permanece inédita até hoje.

* Trechos de "Jump" já haviam sido escritos entre 1979 e 1980, mas a banda achava que o material não se encaixava em nenhum dos álbuns que haviam gravado. David Lee Roth e o produtor Ted Templeman eram os maiores opositores aos teclados de Eddie Van Halen e, assim sendo, vetaram "Jump" ao longo de dois anos.

Entrada do legendário estúdio 5150
* Quando Eddie Van Halen ganhou controle no estúdio com a construção do 5150, ele teve mais tempo para gravar apenas com Alex Van Halen e o produtor engenheiro e gravação Donn Landee. Certa tarde, os três gravaram a faixas básicas e as apresentaram para Roth, Mike Anthony e Templeman. Se o pessoal gostou do que ouviu ou se sentiram que valia a pena investir naquela canção nunca saberemos, mas é fato que Roth começou a escrever a letra para ela imediatamente após ouvi-la.

* Roth escreveu a letra tendo como núcleo a frase "Go ahead and jump!" Ele pensou nessa frase enquanto assistia ao noticiário sobre um homem que tentou cometer suicídio pulando da ARCO Tower, em Los Angeles. Roth imaginou que sempre haveria alguém na multidão que incentivaria o suicida a pular. Roth teria escrito a letra para "Jump" enquanto dirigia seu Mercury conversível em Los Angeles ouvindo a versão instrumental da canção

Poster do US Festival de 1983
* Eddie Van Halen usou um teclado Oberhem OBX-A para gravar "Jump". O solo foi montado usando trechos de, pelo menos, duas sessões de gravação diferentes. A gravação da canção foi feita em uma tarde.

* O trecho final de "Jump" é um capítulo a parte: o riff principal de "Top Of The World" (do massacrante "For Unlawful Carnal Knowledge", de 1991) foi construído com base nele, mas aquele trecho já havia sido ouvido em 1983 ao final de "Dance The Night Away", quando o Van Halen tocou no U.S. Festival e Eddie Van Halen o incorporou na parte final da canção.

* "Jump" passou cinco semanas na posição #1 na Billboard Hot 100 Charts a partir de 25 e Fevereiro de 1984. O single recebeu a certificação de ouro (correspondente a 1 milhão de unidades na época) no dia 03 de Abril do mesmo ano.

Um comentário:

GG disse...

Uma das maiores canções de todos os tempos!!!!

Postar um comentário

JEFF SCOTT SOTO DIZ: "NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM"

O grande Jeff Scott Soto, circa 2020 Em anos recentes, cada vez mais artistas têm usado recursos tecnológicos para que seus shows soem mais ...